saga de uma tímida/insegura/atrapalhada/parva cujo dom é sonhar

Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

Voltei a "sentir" aqueles olhares. Fui à universidade e ele estava lá. No dia anterior lembrei-me que talvez ele podesse estar lá mas pensei que era coincidência. Mas ele estava lá e foi tão bom vê-lo. Senti que ele olhava para mim, enquanto eu fingia não ver. A primeira coisa que me chamou a atenção quando cheguei lá foi ele. Os olhares dele, como já disse não são invasivos, ele não me olha de "cima a baixo" ele olha-me nos olhos e sabe tão bem. Acabei por trocar alguns olhares com ele e não dá para explicar como se pode sentir esta sensação com o olhar de uma pessoa que nem se conhece. Só sei o nome dele apesar de partilharmos o mesmo curso. A certa altura fui para outra zona e ele passou por lá e olhamo-nos nos olhos, só uns segundos, não sei o que significa para ele mas tem um olhar tão intenso que não sei explicar, não me sai da cabeça. Quando saiu da fila onde estavamos ele teve que passar no meio da fila e passou à minha frente. Não consegui evitar desviar os olhos para o chão. Eu sei que pareço uma miuda a descrever os pormenores de um encontro sem significado nenhum e que só eu vejo essas coisas. Mas quando o vejo fico sem dúvidas que ele me procura com o olhar por algum motivo. Não me agrada ficar muito empolgada com uma coisa que não passa de olhares mas não dá para evitar, nunca ninguém me tinha olhado assim. Sabe tão bem esta troca de olhares, faz bem ao ego e tenho a sensação que tou a partilhar alguma coisa (por mais insignificante que seja) com ele. Não sei se ele pensou uma vez que seja em mim quando não estamos no mesmo sitio e nem sei o que lhe passa pela cabeça para me olhar daquela maneira e sei que o mais provavel é ele não pensar em mim uma vez que seja, sei mesmo e sei que os olhares podem não ter o significado todo que eu crscentemente lhes fui dando com o repetir deles, mas adoro aquele olhar e gostava de saber o que há por tras dele. Se eu conseguisse não desviar o olhar, mas fico envergonhada, o coração bate mais depressa e o olhar não se mantém. Talvez se o fizesse desse algum tipo de proximidade mas a timidez não deixa. O que será que ele pensa quando olha para mim. Eu fico completamente intimidada, para além de fisicamente bonito é aparentemente inteligente, com as cadeiras todas feitas e concerteza  é uma pessoa que atrai muitas pessoas e a minha auto-estima, fraquita que é, não aguenta muito bem com isso.  Não quero dar importância de mais mas não posso deixar de me sentir feliz por estes momentos. Ai

"Aqueles olhares cruzados que dialogam em silêncio são uma expressão da cumplicidade existente entre as pessoas.

E quando assim acontece, as palavras tornam-se desnecessárias permitindo que em segredo sejam ditas tantas coisas!", será? Não quero dar mais força a estes olhares do que eles têm, mas é dificil não ficar de sorriso na cara com eles.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 16:49
link do post | dar palpite | | | favorito

ora-deixa-ver-quem-é-esta-croma
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
18

20
21
22
24

27


últ. comentários
mais do que isso tou com preguiça de ler o que esc...
olá, como vais? este blog é bom se tiver pernas pa...
olá menina, como é que tu estás? saudades tuas.. v...
olá menina. então, como é que tu vais ? eu vou bem...
olá. já tinha muitas saudades tuas. como estás ? p...
olá! eu também ia cheia de esperanças, quando come...
ola responi tardeas respndi. Sim eu tenho POC e e...
Olá...andava a fazer uma pesquisa sobre poc e enco...
olá! saudades tuas. ainda bem que estás bem. vê se...
tive uma grande necessidade de apagar todos os blo...
Relógio
relojes web gratis
favoritos

2009.

pesquisar
 
Fazer olhinhos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro