saga de uma tímida/insegura/atrapalhada/parva cujo dom é sonhar

Sexta-feira, 30 de Abril de 2010

Fizeram a pergunta hoje, sobre se os portugueses estariam disponiveis para dar o decimo terceiro mes ao governo. Eu não daria por duas razões. Não ia resolver nada porque parece que pagaria uma ou duas semanas de dívida e é muito preciso em certas familias, muitas mesmo. O subsidio de ferias muitas vezes não é usado para férias mas sim para coisas como comprar o material escolar dos filhos do ano lectivo seguinte e sem esse dinheiro era altamente dificil os filhos andarem a estudar. Outra coisa é que não concordo com o que se anda a fazer ao nosso dinheiro e na minha modesta opinião coisas mais simples e menos dispendiosas poderiam ser feitas e fariam um efeito muito melhor na nossa economia e na nossa vida pessoal que aeroportos e sobretudo TGV's não farão tão cedo e como estamos em altura em que precisamos de coisas positivas e com efeito positivo rapido tudo o que se tem feito pelo governo não vai de encontro aquilo que acho certo. De qualquer maneira axo que essa questão nem se põe e foi uma coisa que alguém se lembrou por ter acontecido uma coisa parecida em 1983 em que a economia era uma coisa muito diferente porque não deviamos tanto dinheiro e quem nos tinha emprestado não precisava tanto dele. E voltamos a falar de politica lool. Qualquer dia inda me meto nisso, vou pra presidente da junta cá da aldeia e é o caos lool.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 22:31
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

dois medicos fazem um abaixo assinado a pedir explicações ao primeiro ministro sobre o fecho de maternidades sendo esse abaixo assinado feito em papel timbrado do hospital sem que o hospital o tenha autorizado. Compreendo que por parte do hospital haja algum tipo de repreensão porque se vê envolvido o seu nome numa causa que não era oficialmente sua. Mas quando acrescentamos um director que está relacionado com o PS e uma repreensão excessiva que os leva a tribunal e a pagar uma multa leva-me a pensar. Como gosto de ver o lado de toda a gente e não quero ser injusta axo que há duas possibilicdades para a coisa.

Uma das maneiras como posso ver a coisa é de que o primeiro ministro está numa posição privilegiada que muita gente quer e sendo uma figura publica e importante pode ser mais facilmente atingivel e alvo de esquemas de outros politicos e outras pessoas sendo este um caso em que se tenta sugerir que o primeitro ministro tera tido alguma influencia.

Também há a hipotese  de vermos as noticias que nos são dadas por um lado em que se trata de um ministro com esquemas mesmo antes da politica e que tem tendencias a ditadura ao fazer com que em varias situações que vão aumentando varias pessoas vão sofrendo consequencias desapropriadas quando discordam dele. Neste caso veriamos esta noticia como mais um caso desses em que o ministro com a influência que tem e através de um director de um hospital que até é militante do PS, teria feito com que os dois médicos tenham tido castigos exagerados como já teria acontecido a outras pessoas que ou foram despedidas ou repreendidas.

O que eu axo é que somos um país democrático para todos os efeitos e podemos exigir explicações bem dadas das pessoas que nos representam. Axo que utilizarem o argumento que é a imprensa e que são coisas inventadas não xega e mesmo que assim fosse temos o direito de ver as duvidas que nos trazem esclarecidas porque quando se ocupam lugares de destaque publico tem que se estar preparado para essas coisas e tem que se dar explicações que não deixem duvidas meamo que axem as acusações injustas. Axo que há politicos que se esquecem que a sua função é representar-nos e não comandar-nos e ser dobnos de portugal. E no nosso país axo que há muito falta de conhecimento sobre politica e se os jovens devem ser instruidos a ter interesse pelo tema axo que muito importante mesmo é pensar nas pessoas mais velhas porque temos uma população envelhecida e é preciso lembrar que há muitos velhotes que votam num partido a vida inteira porque é assim e pronto sem saberem que projectos o partido apresenta e eu digo-vos que são muitos e que me tenho surpreendido com isso. e isso é mais visivel ao nivel das cidades em que presidentes de camara e partidos são eleitos sucessivamente e penso se muitas vezes esse não será um factor importante, eu vivo numa cidade pequena e isso é uma coisaa coisa bvastante presente. Bom e estou eu a falar de política mas há coisas que mexem comigo porque vejo coisas e sei que outros vêm o mesmo que eu mas não se pode fazer nada ou então pode mas temos que nos unir e é complicado. Precisamos de acreditar em nós e que lembrar-nos de valores como patriotismo.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 00:58
link do post | dar palpite | favorito

Quinta-feira, 29 de Abril de 2010

ontem era dia de estar mais despreocupada. De manhã  ia para a universidade já um bocado atrasada por causa do trânsito e lembro-me que me tinha esquecido da bata para a aula prática. Sem ela não podia fazer aula. Tentei arranjar uma mas não consegui e faltei à aula, não tive coragem de ir falar com a professora porque era a mesma que falei quando faltei ao teste poorque me enganei no horário. Agora tenho zero neste trabalho não sei o que fazer e não me apetece pensar nisso. Estou a evitar os problemas, e ainda estou pior assim. Tou sempre a fazer a mesma coisa vou acumulando coisas e ando aqui stressada. Tinha falado com uma colega, amiga do T sobre irmos à queima e ficarmos no meu apartamento mas ela aproveitou-se e pediu pra ficar lá, quer eu fosse quer não. Basicamente impingiu-se e não gostei da atitude as pessoas aproveitam-se das outras com uma lata. Não é má vontade a sério que não, contei à minha mãe e ela pensou a mesma coisa que eu. Não gostei da atitude e até acho que ela não fez isso por mal mas não gostei da atitude e em vez de ser ela a sentir-se mal por se impingir, sou eu que me sinto mal não recusei logo porque sou estúpida e não consigo ser directa com as pessoas. Não lhe quis dizer as coisas por mal e pus problemas à coisa mas ela arranjou maneira de ir na mesma, agora vou arranjar uma desculpa e como a minha mãe disse nem tenho que me preocupar com isso porque não tou a fazer nada de mal. Já nem tenho vontade de ir à queima sinceramente. Enfim, mas até nem estive mal disposta ontem, tentei não pensar muito nos problemas. Hoje não fui a aulas, sai de casa de manhã como se fosse porque também, não queria ficar a manhã toda na cama. Fui dar umas voltas mas ver as pessoas a fazer as suas vidas e irem pro trabalho etc não me faz muito bem, faz-me sentir uma desocupada sem nada para fazer. Enfim fiquei um bocado triste a certa altura mas já estou melhor. Estive a pensar que logo queria ir tomar um café depois de jantar e depois pensei que o T está nas aulas então as minhas opções são essas, vou ficar por casa mesmo. É um bocado triste não ter pra onde se virar. E as pessoas desiludem-me. Bom vou ver se aproveito um bocadinho o calor, vou ver a prenda que vou dar à minha mãe no dia da mãe. Bom resto de dia a todos.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 14:00
link do post | dar palpite | favorito

Terça-feira, 27 de Abril de 2010

hoje teve quentinho o tempo. A minha mãe esteve adoentada e fiquei stressada com issdo mas até que estamos bem dispostos hoje. Hoje vi um reportagem sobre mães e pais homossexuais que vivem com os filhos. Confirma o que eu penso, a confusão está na cabeça das pessoas quje não vivem a situação. Axo que os problemas que as crianças têm passam pela discriminação que nos, heterossexuais temos. As crianças encaram aquilo com tal naturalidade que provavelmente nem percebem onde há ali motivo para descriminação. Eu axo que realmente a coisa demora a entrar na cabeça da sociedade e o nosso país é pequeno pode dificultar a coisa, mas as coisas vão sendo encaradas com maois naturalidade com o tempo. Claro que é estranho, é um modelo de famuilia ao qual não estamos habituados, mas descriminar não resolve nada a não ser que hajam argumentos bem fundamentados e sinceramente pela maneira como vejo as coisas acontecerem de facto, e não baseando-me em teorias, nenhuma criança sofre pelo fracto de viver com duas mães ou dois pais por si só, sofrem isso sim por vezes com a ignorancia e discriminação gratuita das outras pessoa. E apesar de isso me fazer ficar um bocadinho apreensiva com uma eventual regularização da lei para que isso seja legalmente possivel em portugal, também não podemos parar porque as pessoas não estão habituadas. Mas é o que fazemos muitas vezes. Além disso, quantas familias há em que uma criança chama pai ou mãe a duas pessoas ou situações em que uma criança é educada só por mulheres sem que haja a questão da homossexualidade, enfim, aí ninguém é contra. A questão mopra sobretudo na descriminação em relação aos homossexuais, axo que muitas vezes, mesmo que inconscientemente, na realidade não é directamente a preocupação com a educação das crianças.  A questão devia discutir-se mais eu axo, as pessoas têm que compreender que não podem simplesmente discriminar o que não conhecem ou não compreendem, devem sim começar por tentar compreender efectivamente o que são e como são as coisas. Bom e foi o tema de hoje que me pos a pensar. Amanhã é dia de relaxar lool vamos lá ver se consigo estar calminha. O torcicolo continua sinceramente axo que é stress porque  aumenta em alturas mais stressantes mas se calhar tenho que ir ao médico. Ontem antes do teste estive com a J (a amida da univ) e apareceu uma outra rapariga e vi que a J não é assim tão parecida comnigo, é bastante mais desinibida em termos de estar com as pessoas e sair enfim, senti um bocado triste porque sentia sempre um apoio no facto de sermos parecidas. Mas não quero dar muita importancia a isso. Sou assim, tou a tentar limar algumas coisas que me fazem sentir menos bem e enfim, eventualmente encontro o meu lugar.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 23:11
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 26 de Abril de 2010

tenho vindo menos aqui ao blog porque tenho tido pouco tempo Este fim de semana trive muitas coisas pra fazer. Na sexta fui tomar café com o T. e uns amigos, assinei as fitas à concorrencia lool, um rapaz que ta na minha area, fui ao cinema e cheguei tarde a casa. No sabado fui a vila real à bençãpo das pastas de um amigo. Foi uma canseira ele tava bêbado ainda e ta muito diferente. Vim muito cansada e no Domingo descansei e estudei um bocado para um teste. Hoje fiz o teste e foi uma vergonha, o prpof fez um teste enorme dava cinco minutos para procurar as respostas nos artigos que nos tinha dado que tinham bastantes paginas e escrever para cada pergunta. Toda a gente se queixou. Eu fiz o teste com uma amiga que foi fazendo umas perguntas e eu outras mas mesmo assim respondi a poucas. Bom na quarta feira passada foi dia de relaxar mas não consegui relaxar muito, tava atrasada para a aula prática corri pra lá e depois não fui à aula de tarde, relaxei em certos momentos. Hoje foi dia de relaxar também mas de manhã foi o teste, à tarde também estive um pouco tensa, tentei a certa altura relaxar com o que me punha tensa mas não sei se con segui. Ando com um torcicolo há muito tempo não sei se é stress porque ao longo do dia pior. Ando a cxegar um creme para ver se melhoro as marcas na cara mas não esta a fazer assim grande coisa axo eu. Estes dias também estreei a minha piscina com a minha mãe, vai ser bom fazer exercicio assim, os dias estão quentinhos e é bom apoanhar sol e bronzear. Ando a pensar na minha tatuagem queria mesmo fazer e o piercing na orelha também, talvez faça por aqui disseram-me que é seguro tenho que ver. Para além do significado da tatuagem axo que preciso de uma marca de uma coisa minha não sei bem explicar mas enfim vou ver se faço. E têm sido assim os meus dias, tenho tido actividade mas tambémn tenho pensado em cursos, vocações, sobre se sou capaz de acabar o meu curso e tenho pensado numa coisa que me tem feito doer a cabeça, penso às vezes a na psicologa também me disse que com a cabeça xeia como ando se calhar é dificil tar a concentrar-me e a estudar direito mas tenho um medo, se isso não for bem assim, se eu descubro que simplesmente não tenho capacidade ou me tou a dar à preguiça. Se calhar preciso pensar sobre isso pra me resolver, axo que tenho que rwsolver isso mas não me apetece aprofundar a copisa por enquanto.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 22:36
link do post | dar palpite | favorito

Terça-feira, 20 de Abril de 2010

Uma das coisas que sinto mais é desilusão. Nao é uma coisa que me aperceba muito mas ensando no assunto percebi que realmente sinto varias vezes isso. Estou a dar conta que apesar de se calhar até muitas vezes axar que não, faço muitas expectativas. Espero sempre o melhor das pessoas (apesar de axar que aceito bem de mais as imperfeições que todos temos). No fundo axo que tinha todas as condições para me sentir plenamente feliz, não tenho problemas familiares, damo-nos todos bem, pude ir para a universidade, tenho o meu carro que me dá muita liberdade, até ao liceu o meu percurso académico não tinha muito a apontar, tenho um bom ambiente à minha volta. Enfim, isso faz-me sentir desiludida por isso não me fazer sentir melhor. Também axo que tinha expectativas em relação à minha vida académica que não foram muito de encontro com o que depois escolhi. Há uns cinco anos atrás se me perguntassem sobre a escolha de um curso etc eu diria com segurança que só fazia sentido escolher um curso para o qual sentissemos aquele chamado, a vocação. Não fiz nada disso. E agora os resultados são tão aquem do que eu gostaria, que me faz sentir desiludida. E além disso penso de vez em quando se seria mais feliz se tivesse escolhido educação de infancia. Hoje se calhar tinha escolhido esse curso. Em termos amorosos bom, já se sabe, eu que me julgava tão sonhadora, que imasginava contos de fadas acabei por estar quatro anos numa relação sem estar apaixonada a maior parte do tempo. Na prática o que mais consegui nessa relação foi sofrimento que ia camuflando até pra mim mesma. Claro que havia coisas boas, sem duvida nenhuma, mas no fundo tinha sempre presente a ideia de que aquilo não ia ser uma relação com futuro. E penso se não o tivesse conhecido e as coisas não fossem naquelas circunstancias se algum dia tinha permitido que alguém me conhecesse como ele. Ou seja, esta relação que foi fracassada acabou por ser o melhor e a unica coisa que consegui a esse nivel. Bom, acabo por olhar pra mim e estar desiludida porque nem estou plenamente realizada com o que tenho, nem consegui tomar um rumo de que me orgulhe, a decisão mais importante que tomei deixa-me dúvidas enfim, às vezes custa-me olhar pra mim e sentir orgulho em alguma coisa. Como dá pra ver não estou exactamente bem-humorada hoje. Fui ao ginásio, não há assim nada que me tenha agradado esecialmente mas talvez opte por umas aulas de pilates, tenho  que ver melhor.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 20:52
link do post | dar palpite | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 19 de Abril de 2010

ora então uma das noticias que me chamou a atenção mais hoje foi a dos policias que serão avaliados de acordo com as multas que passam. Se ficaram surpreendidos é porque ainda não perceberam que estamos em Portugal. É assim que as coisas funcionam, há um problema, epah resolve-se desta maneira rápida, sem ser preciso puchar pelos brilhantes cérebros engravatados que estão no governo. Epah, mas nós pagamos ao estado para ter pessoas que tomam decisões destas? Pagamos sim. Na verdade até certo ponto somos nós que os escolhemos mas as coisas não são assim tão lineares. Outra coisa que se falou ultimamente e que vem de encontro a esta (in)competência de decisões foi o facto de se aumentarem as aulas de condução obrigatórias. Faz-me rir porque como sabemos quase ninguém dá as aulas de condução que assina e nem sequer o exame médico é feito. Mas predente-se combater esta falta de eficiencia na aprendizagem da condução com mais aulas obrigatórias. Isto leva-me a pensar que realmente há muita gente que decide coisas sem saber minimamente o que se passa. E depois o que vemos é decisões completamente infantis. Porque é a palavra que me ocorre, é uma infantilidade resolver problemas com medidas como as que se vêm tantas vezes em portugal. Se fiscalizassem como deve de ser estas coisas, assim como tantas outras que se resolveriam com fiscalização, eu concordava agora tapar o sol com a peneira, parece qiue é mesmo para dizer que se fez alguma coisa. E lá vão andar os alunos das escolas de condução a assinar mais aulas ainda do que as que já assinam sem fazer. Eu acredito que relativamente às escolas de condução as coisas tenham melhorado ultimamente devido a uma maior consciencialização das pessoas, mas não ha-de ter sido uma mudança que esteja muito longe deste cenário. Bom mas era importante efectivamente que as aulas de condução fossem dadas com condições e que acrescentassem os capítulos em que exlicavam como é errado fazer marcha a trás nas portagens quando se percebe que aquela via é só pra quem tem via verde e o capítulo em que se explica que andar a cinquenta na via da esquerda na auto-estrada também não é muito certo e depois aquele capítulo em que se exlica que resolver ultrapassar um carro e atirar-se para a via da esquerda sem pisca ou qualquer aviso quando vem outro carro nessa mesma via, também é um bocadinho maroto e se não for pedinchar muito talvez o capítulo em que se explica que dizer palavrões no transito também é considerado pecado. Bom e fica aqui a minha dissertação.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 22:55
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Não foi muito fácil fazer o exercicio que tinha falado. O meu dia foi basicamente acordar de uma noite mal dormida porque estava com dores de estômago, não fui à aula de manhã, depois acordei por volta das onze e meia, tomei banho, vesti-me, saí de casa a almoçar uma sandes porque já não tinha tempo para almoçar. Não tava stressada mas queria ir à aula por isso fiz o que faço muitas vezes que é ir a conduzir e a almoçar lool. Bom, cheguei à aula um bocado atrasado, quis tanto não stressar que entrei a tremer na aula nem sei bem porque. Tentei não pensar muito no assunto e depressa o nervosismo passou. Fepois da aula pensei em ir até à praia dar uma volta, mas acabei por ir para a zona do norte shopping procurar um sítio que pensei que lá existia onde se faziam tatuagens, mas não encontrei. Depois vi lá a sinalização "Foz" e foi pra lá que virei. Não conheço bem aquilo em termos de condução mas não me atrapalho muito. Fui pela zona de matozinhos e soube bem percorrer aquela zona. É engraçado que há muita gente a passear por lá mesmo num dia de semana. Bom, vim pra casa. Em casa ouvi música e fiz um pouco de exercicio mas hoje não sei porque não estava propriamente relaxada. Apesar de ter ido passear e ter ouvido música enfim. Tentei não pensar em grande coisa não me preocupar. Mas hoje o humor não era grande coisa. O objectivo era relaxar e acabei por não aproveitar grande coisa. Talvez porque não dormi muito bem porque de resto não houve assim nada de especial no meu dia. Ou talvez tenha sido isso, não aconteceu nada assim de bom que tenha merecido especialmente que eu saisse da cama. Se calhar criei inconscientemente espectativas em relação a aproveitar o dia, axei que ia tar bem disposta e que tudo ia parecer lindo a maravilhoso e depois foi um dia normal e nem sequer passear pela Foz ou fazer exercicio me deixou relaxada. Enfim, na quarta feira vou tentar de novo aroveitar as coisas, sem preocuações. Amanhã vou ver se vou a um ginásio ver que aulas há lá, axo que mesmo que não haja nada que me diga muito, axo que qualquer coisa que envolva dança e música me vai animar. E bom, é isto que vos digo por hoje. Tenham uma boa semana.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 22:17
link do post | dar palpite | favorito

Domingo, 18 de Abril de 2010

a psicologa disse para eu ter dois dias por semana em que fosse relaxada, sem pensar nas coisas ou melhor, sem as controlar. Que iam ser os meus dias de descanso. Nos outros dias para fazer questão de ser como o costume, preocupada, a querer controlar tudo. Vamos lá ver, não sei exactamente se vou conseguir exactamente o que ela quer, mas vou tentar, vou tentar fazer o que me apetece, sem pensar "e se....", ver o que vai aparecendo e reagir de acordo com isso. Por isso não vou pensar nisso porque começo a fazer planos incanscientemente e não é o que se pretende. Vamos lá ver. arece-me um exercicio interessante. Bom fim de semana a todos!

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 15:33
link do post | dar palpite | ver comentários (7) | favorito

Sexta-feira, 16 de Abril de 2010

 

Música linda, video lindo, voz perfeita, são os klepht. Já gostava antes do sucesso do Embora doa aparecer na novela mas agora voltei a ouvir esta musica passado muito tempo sem ouvir e lembrei-me como é linda. Bom, gosto bastante desta musica tenho ouvido muito. Aconselho-vos a visitar o blog (http://klepht.blogs.sapo.pt/) e o facebook (http://www.facebook.com/pages/Klepht/63063751043) deles pra perceberem a tipo de banda que é, bem portuguesa são eles que dirigem tudo o que é da banda, sem produtora etc e enfim, com muito talento. Uma das proximas coisas que farei é comprar o novo CD que já promete e vale mesmo a pena. E pronto vejam os videos todos e tudi tudo orque não há como a lingua portuguesa e a boa música portuguesa.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 22:20
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

ora-deixa-ver-quem-é-esta-croma
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
17

21
22
23
24

25
28


últ. comentários
mais do que isso tou com preguiça de ler o que esc...
olá, como vais? este blog é bom se tiver pernas pa...
olá menina, como é que tu estás? saudades tuas.. v...
olá menina. então, como é que tu vais ? eu vou bem...
olá. já tinha muitas saudades tuas. como estás ? p...
olá! eu também ia cheia de esperanças, quando come...
ola responi tardeas respndi. Sim eu tenho POC e e...
Olá...andava a fazer uma pesquisa sobre poc e enco...
olá! saudades tuas. ainda bem que estás bem. vê se...
tive uma grande necessidade de apagar todos os blo...
favoritos

2009.

pesquisar
 
Fazer olhinhos
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro