saga de uma tímida/insegura/atrapalhada/parva cujo dom é sonhar

Quarta-feira, 22 de Setembro de 2010

Hoje faltei a uma aula de manha, está muito transito por causa de umas obras na estrada e cheguei lá atrasada e com aquela prof mais vale nem ir que ela é meia tolinha lool. É o género de professora que na universidade nos ameaça com faltas de material, não quer saber se temos dez aulas ao mesmo tempo que a dela e ela nos pode receber noutro horario, mas não recebe porque está assim a lista, fica assim. É o tipo de professora que no obriga a ficar num teste mesmo que só queiramos desistir, porque precisamos de ir a pelo menos um teste para ter um zero que seja lool mas ela inda por cima quer que fiquemos a aula toda a partar a olhar para os outros a pensar. Enfim, é uma seca. E pensando bem à tarde faltei a outra aula dela. Desta vez porque na aula anterior estava exausta, a aula até era interessante e não era muito seca por ter algum interesse mas sinceramente eu ando a dormir tão mal que as vezes tinha dificuldade em olhar para o quadro e para o professor porque os meus olhos pareciam que não obedeciam direito, estava mesmo lenta. Então depois ir para a aula daquela professora que dá umas aulas chatissimas e ainda por cima pasar tres horas a ouvi-la não tava a dar então vim para casa e dormi até às oito sem lanchar nem nada. O almoço foi o típico de estudante, ovos e atum lool. À noite fiz um prato especial. Pizza congelada lool. Gosto mais dessas pizzas do que as normais que se vão buscar porque axo que têm menos queijo sei lá, só sei que gosto mais. Refeições à parte, ando portanto a dormir mal, mesmo cansada chego à cama e não durmo. Ontem a luz foi a baixo varias vezes e eu não gosto de estar aqui no escuro e em silêncio, fico logo nervosa e enfim. Como já disse durmo co a televisão acesa mesmo em casa, aqui então sempre me faz alguma companhia. Hoje fui a uma aula prática e estou num grupo que começou por ser de tres pessoas que até estava bem fixe mas depois juntou-se mais duas raparigas e agora somos cinco. Ainda por cima uma delas é do meu ano mesmo e eu não gosto lá grande coisa das pessoas do meu ano e esta não é excepção não gosto muito dela apesar de não ter grande confiança. Não gosto muito de grupos assim grandes, toda a gente fala, cada um quer fazer à sua maneira, há alguém ou mais que um que quer liderar e eu não me dou  bem com isso, gosto de fazer as coisas em conjunto e que ninguém se queira destacar e tou mesmo a ver que não vai ser bem assim. Enfim, vamos lá ver. Amanhã tenho menos aulas mas tenho uma prática, não sei bem se ja vamos trabalhar mesmo, mas eu gosto de ter primeiro uma aula de explicação para ver o ambiente e as pessoas e assim. Sou capaz de ir comprar uma prenda à C. que ela depois faz anos e eu disse que ia ter com ela na sexta depois das aulas mas ela não sabe que eu sei que ela faz anos. Não sei bem o que comprar mas amanhã vou ver se penso nisso. E pronto, ando bastante cansada mas é bom sentir que ando a fazer alguma coisa, às vezes tenho umas tensões, às vezes sinto-me mal nos sitios onde vou, mas também tenho andado distraida e estou determinada a organizar bem as coisas para estar sempre segura do que ando a fazer e tentar apanhar o maximo nas aulas porque sei que não estudo muito e o que ouço nas aulas faz-me jeito depois para estudar. Bom e é isto espero continuar com ânimo e espero ter e continuar a ganhar segurança para ir para a faculdade com outra vontade e mais contente.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 22:39
link do post | dar palpite | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 21 de Setembro de 2010

Quinto dia - cinco coisas que tu gostarias muito de fazer e que ainda não fizeste

 

1- ver o nascer do sol num sitio bonito, com alguém especial se possivel

2- viajar por sitios bonitos, sitios com simbolismo, com história, sitios que me façam sonhar simplesmente

3- aprender dança do ventre e mesmo outras danças

4- ser beijada como no filme mais romantico que possa haver e sentir o coração disparar por aquela pessoa (foi muito infantil?) lool (é que nunca beijei ninguém e senti aquela coisa do coração a acelerar e a sensação no estomago, será que ando a ser enganada pelas cenas romanticas dos filmes e afins? ou será falta de jeito e de encanto da pessoa que beijei dessa maneira lool)

5- apaixonar-me (e ser correspondida, i must say - tenho medo desse tipo de sofrimento) e sentir-me realizada também a esse nivel

 

Há outras coisas que gostava de fazer e que ainda não fiz, umas mais sérias do que outras. Como fazer todas as cadeiras do semestre, como estudar todos os dias um bocadinho, como apanhar uma piela e ficar bem relaxada e divertida (uma vezita vá, os motivos não são grande coisa, mas enfim), como nadar nua no oceano ao anoitecer (aposto que isto está escrito num livro qualquer, mas é uma imagem bonita, certo), como fazer janteres com amigos, como fazer uma tatuagem que em poucos traços diga muito de mim, enfim.

 

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 00:39
link do post | dar palpite | ver comentários (5) | favorito

Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010

Duas horas e meia após ter adormecido lá estava eu a ser acordada para começar o meu semestre na universidade, cheia de força e de vontade. Não! Estava cheia de sono e com vontade de dormir e se não soubesse que a J. também ia aquela aula e que a coisa tinha que começar direitinha, era o que fazia lool. Depois de tanto tempo que passei sem ter o que fazer, sem ter com quem sair, sem ver qual era o meu propósito, o que era a minha vida, fiquei com uma coisa que pretendo preservar tanto quanto possivel. Antes eu se tivesse uma hora livre na escola vinha para casa dormir, mesmo no liceu e assim. Agora não me emporto de acordar cedo e dormir pouco, levantar-me e ir fazer alguma coisa enfim, depois durmo melhor, mas ficar a dormir e ver um dia desperdiçado, já não me alicia muito. E isto pode parecer muito lógico, mas eu sei como sinto isto, sinto essa mudança em mim é como se fosse uma coisa física, não quero desperdiçar o meu tempo. Bom, vesti-me, ou melhor, desfiz a mala toda que tinha para trazer porque nada me agradava, mas depois lá me vesti e tudo e fui para as aulinhas. Antes de chegar à aula vi-o. Passou por mim de carro. Na aula ficamos com uma pessoa ao nosso meio, não houve nada como acontecia no semestre passado mas não consegui evitar sentir qualquer coisa. Fui às aulas todas, e numa aula prática disse à prof. que ainda não tinha grupo e o amigo dele, um rapaz que anda muito com ele, das poucas pessoas que vejo com ele aliás, disse que também não tinha e ficamos juntos. A minha primeira reacção foi pensar que me tinha calhado mal, eu que quase estava a ir para o grupo de uma rapariga que ja conheço, agora ia ficar sozinha com ele. Mas por acaso não disse nenhuma asneira e até nem fui muito idiota com os bloqueios lool. Talvez porque ele também não estava lá muito àvontade. Quer dizer, não parece uma pessoa tímida mas não tava a fazer uma pra caixa, aqui que ninguém nos ouve. Eu não queria contrariá-lo, quase que o deixava fazer a asneira só para não parecer mandona ou sei lá, para não parecer que queria mostrar alguma coisa. Isto é o tipo de coisa que me passa pela cabeça. Mas depois o rapazinho falou muito comigo e perguntou a aula que ia ter a seguir e mai num sei quê. A verdade é que já me disseram que ele era um bocado perigoso, acrescenta uns pontos ao que lhe contam e é um bocadito mentiroso, axo que já me disseram isso dele. Fico com um bocadito de medo do que lhe digo mas enfim, também eu não falo de nada de relevante e muito menos falo de alguém com ele ou com outra pessoa. A questão é que falei com uma pessoa que não tinha falado antes, é como se tivesse ganhado um novo colega e a forma como reagi dá-me alguma confiança. Se bem que quando estava lá transpirei por todos os lados, porque tava calor e porque estava nervosa e comecei a pensar nisso e parecia que ainda suava mais depois fui a ver e nem tava assim tanto mas que senti senti. Imaginem-me numa sala pequena  com montes de gente, abafado, com chamas acesas para fazer o trabalho e de bata vestida e a ver-me parte de um grupo com uma só pessoa com quem vou ter que falar e que tá a fazer asneiras e que é amigo dele e que é homem (é um bocado infantil mas eu continuo a ter uma ansiedade quando estou com pessoas do sexo masculino,axo que é o meu medo de ser julgada elevada ao quadrado, sendo que provavelmente quem julga mais são as mulheres, mas enfim). Bom continuando o relato enfadonho do meu dia, vim almoçar a casa, a salada do mac demorou dois anos a fazer e estava uma verdadeira porcaria, a coca cola estava quente e depois também me deu cólicas e toca de engolir um analgésico. Estava com medo de não conseguir ir à aula de tarde mas quando chegou a hora lá me levantei e quase me esqueci que me estava a doer. Acabei o dia de aulas com uma aula que confesso que em certas alturas estava e olhos abertos e a olhar para o quadro mas estava a dormir. Vim para casa, tomei um banho mas não tinha ligado a agua quente então foi um banhinho energizante de agua fria loo. Faz bem à circulação. Fiz o jantar. Fiz massa com molho bolonhesa mas a massa ficou assim sem grande sal. Não sei as quantidades, não tenho noção. Quando fui a ver já tinha a massa quase pronta e sem sabor lool. O molho tava bom. Foi comprado feito lool. Mais daqui a bocado vou comer um pacotinho de cereais. E pronto, tive muitas aulas, falei com pessoas, tomei um banhinho frio e foi bom pra linha porque hoje comi uma torrada, um bocado de salada e um bocado de massa lool. Se comer suissinhos e crescer quando chegar a altura de testes tou top model, escanzelada mas muito activa lool. Bom hoje as aulas foram assim, mas vou com calma. Amanhã tenho aula com o colega novo espero continuar a não me sentir muito nervosa. Bom estou cansada, vou comer os meus cereais lool e vou ver um bocadinho de televisão.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 20:42
link do post | dar palpite | ver comentários (2) | favorito

Quatro dia - sete coisas que cruzam muito a tua mente

 

1- penso quando e como conseguirei ser feliz com alguém, com um namorado (porque com a familia sou feliz, às vezes provavelmente não pareço, mas sou)

2- penso se sou capaz de acabar o curso, ser feliz, ser realizada profissionalmente e pessoalmente, se sou capaz de acreditar em mim, de estar segura quanto àquilo que estou a fazer profissionalmente, enfim penso muito na minha vida e no que conseguirei fazer

3- penso nos meus medos

4- penso na felicidade da minha família, preocupo-me se estão felizes, pensei muito e sofri porque axei que eles não eram felizes, agora acho que são felizes só que têm momentos em que não andam tão contentes, mas trabalho para que isso não aconteça muito e tento animar o ambiente cá em casa

5- penso a quem faço falta, às vezes penso em quem sentiria a minha falta se desaparecesse, não penso em desaparecer, não é isso que quero dizer, mas penso quem sentiria a minha falta. Obviamente chego à conclusão que garia falta á minha familia com a mesma intensidade que eles me fariam a mim e isso chega-me para pensar nisso pouco tempo, causar sofrimento principalmente a pessoas tão importantes é inconcebivel para mim

6- penso nas coisas que vou fazer, no que tenho que enfrentar, nas pessoas que vão estar à minha volta, no destaque que vou ter e fico nervosa e ansiosa, penso muito

7- penso que sou capaz, e que não vou ser sempre tão ansiosa e insegura, penso que não sou assim tão má, não sou assim tão feia, não sou assim tão dispensavel, que sou alguém que valerá a pena conhecer. Também penso assim às vezes, não dura muito, ou melhor, facilmente mudo de humor e começo a pensar de outra maneira, mas também tenho os meus momentos bons

 

E tantas outras coisas que me passam pela cabeça, coisas que vos interessarão ainda menos que essas, coisas que não posso dizer, coisas que não quero dizer, coisas que não devo dizer lool

 

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 00:25
link do post | dar palpite | favorito

Domingo, 19 de Setembro de 2010

Dia três - oito maneiras de ganhar o teu coração

 

1- ser-se sincero, sem frases feitas e coisas assim, gosto de coisas naturais, naturalidade é uma coisa bastante importante para mim

2- ser engraçado, com sentido de humor, gosto de pessoas bem dispostas e engraçadas

3- ser querido e romantico se estivermos a falar de namorados, ter sensibilidade para perceber o momento certo para dizer ou fazer as coisas

4- ser simples, ou seja, sem fretes, sem manias, sem cerimonias, uma pessoa relaxada, digamos

5- uma pessoa que adora crianças como eu ganha o meu coração

6- para ganhar o meu coração a pessoa tem que ir ao meu encontro, não forçar mas insistir

7- compreensivo, não tem que aceitar tudo o que faço mas convém que não seja o tipo de pessoa que me julgue, mas sim me compreenda

8- sossegadinho lool, não convivo facilmente com pessoas muito expansivas. assim uma pessoa que não se emporte de trocar uma noite na discoteca por um filminho enrolados no sofá (é muito mau? lool)

 

Candidatos? lool Será que estou a pedir de mais? É que pedir não custa! É gratis! lool

 

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 10:10
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 18 de Setembro de 2010

Chateia-me ver o Papa a pedir desculpas pela "pedofilia na igreja" (como se fosse diferente da pedofilia noutro sitio e com outros intervenientes quaisqueres). Já tinha expressado essa minha opinião, mas continua sucessivamente a acontecer o mesmo e já não faz sentido nenhum, na minha opinião. Chateia-me porque dá razão a quem anda a usar isso de boca cheia para criticar a religião. Eu não tenho própriamente crenças religiosas por isso não sou propriamente suspeita. Eu compreendo que uma figura como o papa até peça desculpas e se sinta tocado por isto, mas já não há pachorra para tantos pedidos de desculpa e tanta gente a exigi-la. Pedófilos há em todo o lado, toda a gente sabe disso, infelizmente eles estão por todo o lado, não interessa a profissão ou cargo. Eu compreendo que moralmente fere um bocado algumas susceptibilidades, um padre geralmente é uma pessoa pela qual à partida temos um sentimento de segurança e da qual esperamos as melhores coisas (embora, sejamos sinceros, já foi mais assim, para o bem e para o mal, já não confiamos sempre assim tanto em pessoa nenhuma). Mas a verdade é esta, se a familia de um pedófilo não sabe que ele tem essa perturbação, porque haveria o Papa de ser responsabilizado pela má conduta de padres que têm essa perturbação. Pedir tantas vezes desculpa dá um bocado a imagem de que a instituição se sente de facto culpada. E se assim o for, só se o motivo for relativo à intervenção, ou falta dela, da igreja quando os actos são descobertos. Aí a conversa é outra, bem diferente.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 23:30
link do post | dar palpite | favorito

Dia dois - dez coisas sobre ti

 

1- sou tímida e insegura, a pessoa mais tímida e insegura que conheço

2- Preocupo-me muito com as pessoas a ponto de andar ansiosa só porque andam mais rabugentas e começo a pensar porque será que estão assim mais rabugentas, enfim. Estou sempre preocupada com as pessoas que amo.

3- disse amo-te muitas vezes sem o sentir ao meu ex-namorado, custou-me imenso e tive que fazer um esforço muito grande para desvalorizar a palavra. Na verdade significa muito para mim e se poder só a direi quando o sentir de verdade, se poder não volto a cometer esse erro.

4- sou carente, ou estou carente nem sei. mas axo que é mesmo da minha natureza, preciso de mimos, de coisas ditas que não soem a frases feitas, de carinho, de amor..

5- adoro o quentinho, no inverno não me chega um casaco, tem que haver uma fonte de calor, ou um aquecedor ou uma lareira enfim.

6- Sou romantica. Não o fui muito com o meu ex namorado talvez porque o que sentia por ele não era o que esperava sentir por um namorado, mas vejo-me como uma pessoa romantica, sem demasiadas pieguices que acabam por parecer um bocado falsas, mas coisas simples e que, no fundo, demonstrem o amor que existe.

7- Adoro dar gargalhadas, adoro ouvir gargalhadas, adoro provocar um sorriso, adoro sorrir. Escusado será de dizer que adoro comédias, não sou muito esquisita, desde que me faça rir.

8- tenho medo do ridiculo, tenho medo de me expor, tenho medos que não gosto de dizer, tenho medo de estar a empatar a minha própria felicidade.

9- gosto de pessoas, gosto do lado humano das pessoas, gosto de descobrir aquele lado mais querido das pessoas que eu não conhecia, gosto de pensar que as pessoas podem fazer coisas más por varios motivos mais ou menos legitimos, mas no fundo axo que todas as pessoas têm um lado bom.

10- gosto da igualdade, da liberdade, da comunicação, da afectividade, da sinceridade, da inocência até certo ponto, da infantilidade até certo ponto, da generosidade a qualquer nivel, da humildade, da justiça, da bondade e do amor.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 23:24
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 17 de Setembro de 2010

Primeiro dia - dez coisas que tu gostarias de dizer a dez pessoas diferentes agora.

Segundo dia - nove coisas sobre ti

Terceiro dia - oito maneiras de ganhar o teu coração

Quarto dia - sete coisas que cruzam muito a tua mente

Quinto dia - seis coisas que tu gostarias muito de fazer e que ainda não fizeste

Sexto dia - cinco pessoas que significam muito para ti

Sétido dia - quatro coisas que tu nunca esqueceste.

Oitavo dia - três coisas que tu gostarias de esquecer

Nono dia - dois smileys que descrevem a tua vida agora

Décimo dia - uma confissão.

 

Resolvi fazer este desafio que estava no blog da DolceScrittora.

 

Primeiro dia - dez coisas diferentes que gostavam de dizer a dez pessoas diferentes

Pais: Amo-vos mais do que algum dia conseguirei dizer. Vou proteger-vos em tudo o que puder e tenho muito orgulho nos dois.

Irmão: Tenho muito orgulho em ti e preocupo-me muito contigo por saber ou axar que também és um bocadinho como eu, no fundo axo que também és um bocado inseguro e se podesse transmitia-te toda a força e segurança que podesses precisar.

P (colega de longa data): tenho orgulho no que conseguiste e na convicção que tivest de ter. Mas tenho de estar magoada pela falta de amizade que tivest comigo, fui substituivel, se me tivesse atirado da ponte ou emigrado quando estavas a fazer o curso tu não ias saber porque simplesmente durante três anos nunca me viest perguntar se estava tudo bem simplesmente para saber.

C (colega de longa data): já trocei um bocado de ti quando era mais miuda, não é certo eu sei, mas sempre tivemos uma certa rivalidade que aliás tu própria criast. Mas a verdade é que quando abrias essa tua boca que deixava passar tudo ou quase tudo o que pensavas e fazias toda a gente rir das palermices que dizias mas no fundo muito doque dizias eram o tipo de coisas que me passavam pela cabeça mas que não dizia porque não tinha coragem (ou simplesmente porque tenho um bocadinho mais de bom senso verdade seja dita lool). Mas, pelo menos nisso, eras verdadeira. Quanto à tua amizade também não foi das melhores, não concordo com muito do que fazes e pensas, mas a verdade é que ainda és a que está mais proxima e a que posso falar melhor.

M (colega de longa data): és uma desilusão, não dás valor aos amigos que estiveram contigo estes anos, ou pelo menos não a mim e ao grupo que tinhamos. Continuo a gostar de ti e a acompanhar-te de alguma maneira, mas estou muito magoada.

T (ex namorado): não tenho muito para te dizer. desculpa se fiz alguma coisa que não devia ter feito. também estou magoada por algumas coisas da tua atitude de quando acabamos. Mas sobretudo coisas que se passaram quando estavamos juntos, espero que não faças o mesmo com mais nenhuma porque eu fui bem paciente. Tenho pena de ter ter magoado mas foi a melhor decisão que tomei ultimamente.

J (colega de faculdade): ainda bem que te conheci. és boa pessoa, gosto da tua maneira de ser. mas assustas-me um bocado, intimidas-me porque axo que és melhor do que eu em termos da força da tua personalidade.

Avô que não conheci: não sei porquê mas sinto que ia gostar de te conhecer, sinto uma certa ligação que me dá um bocado de medo mas és um bocadinho a parte mistica que falta um bocadinho em mim, eu duvido das coisas, não acredito cegamente em certas coisas, mas sinto que talvez me estejas a proteger de alguma forma e eu gosto disso, preciso disso.

B (amiga): fui estúpida contigo, tão estúpida, até percebi a amizade que tinhamos, mas deixei que te afastasses e afastei-me. Fos-te a amizade mais verdadeira, aliás, se comparar, tu fost a minha unica amiga, aquilo era amizade, muito diferente do que tive com os outros colegas.

H (colega da faculdade): não sei se te quero na minha vida ou não, não sei bem o que penso de ti. Mas já me fizest feliz enquanto não me dizias uma unica palavra, só por mostrares que sabias que eu existia e estava ali. Não sei se correspondes aquilo que já pensei de ti e no fundo axo que nem vou saber. Sei que te tenho que tirar da minha cabeça e é o que farei quando estiver preparada para isso. No fundo já entras-te um bocadinho em mim.

 

DolceScrittora, o que te tinha a dizer já disse naquele comentario ;)

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 23:38
link do post | dar palpite | favorito

Hoje fui às compras, um dia optimo portanto.Era para ir com a minha mãe mas a minha mãe não quis e zanguei-me e fui na mesma. Ja fui mal disposta aliás porque não encontrava nada para vestir. Encontrei a roupa que precisava e tudo mas estar lá sozinha faz-me sentir tão mal. Depois é os causaisinhos às compras e assim e eu fico logo deprimida. Nem consigo ver as coisas direito e sinto-me mal. Sinceramente não consigo deixar de me sentir na rua completamente diferente de como me sinto em casa ou quando estou num ambiente familiar. Sinto-me tão mal e depois quando vou às compras vejo o meu reflexo nas montras e sinto-me completamente diferente não sei explicar, eu axo que só sentindo é que se sabe, para quem não sente isto não faz sentido nenhum mas eu tenho uma imagem de mim própria completamente diferente quando estou confortavel ou quando estou numa situação menos confortavel, mas uma coisa completamente dispar. Mas caramba é o meu reflexo que ta lá, quem me anda a enganar, o reflexo do espelho de casa ou das montras. Se eu vejo o meu reflexo não consigo pensar que não é nada assim, que aquilo é ilusão de optica. Sinto-me tão mal a sério. Venho de lá completamente em baixo. Depois chego a casa olho-me ao espelho e não é que me ache uma beldade que não sou, mas fico muito mais descansada com o que vejo. Com é possivel. Quando vou às compras então parece que ultimamente sou alergica, é que por muito bem disposta que vá, venho de lá com umas trombas de todo o tamanho. Sinto-me mal, sinto-me feia, sinto que o meu corpo não é proporcional, sinto que sou diferente das outras pessoas. Enfim, escusado será dizer que hoje já penso nas coisas todas que me põem triste, não quero pensar quando for para a faculdade e me sentir assim só que depois em vez de vir para casa para a minha familia, vou para o apartamento curtir a depressão. A proxima semana vai ser agitada. E já ando a dormir mal, e ando nervosa e tenho oscilações de humor, tou cheia de estar assim. Sinceramente também não sei o que posso fazer para estar melhor. Vim à net tentar distrair-me e fui encontrar a viagem que os meus ex colegas fizeram, o amor novo de uma ex colega enfim. Eu não lhes quero mal não é nada disso, mas deprime-me perceber as coisas que não tenho. Enfim, é o costume. Se dormir direito hoje provavelmente vou acordar melhor. Se fosse americana enfardava já um pacote de gelado, mas sou portuguesa lool.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 22:52
link do post | dar palpite | ver comentários (2) | favorito

Hoje estou um bocadinho mais contente. Só que acho que não devia ficar contente com isto, não devia ficar muito animada. Isto não vai fazer sentido pra quem ler mas enfim, vou continuar. Apercebi-me que não entendi muito bem uma conversa que ouvi quando fui fazer a inscrição na universidade para este ano. E quando achei que tinha ouvido aquilo que não ouvi (foi lindo agora) fiquei triste. Agora percebi que tinha ouvido tudinho errado. Lá estava o nome dele online na mesma aula que eu. Isso deixou-me um bocadinho mais bem disposta com as aulas. Bom pelo menos distraiu-me um bocadinho do que me andava a preocupar. Eu axo que continuo a ter que enfrentar bastantes coisas, ou algumas coisas quando for outra vez para a faculdade, mas enfim, vou guardar a ansiedade para quando for para a faculdade pelo menos dentro do possivel. Bom estive a dar uma vista de olhos pelo meu horario, que é amoroso (ou não) e percebi que tenho dez disciplinas este semestre. Se seis já é muito, dez vai ser uma maravilha. Não me ademira que tenha uma tarde livre à sexta e entre às dez na quinta e seja essa a minha folga, de resto é aulas todo o dia. Na verdade o meu sentimento não é de exaustão só de olhar para o horário, estou com um certo sentimento de satisfação. Talvez porque digam que quanto mais tem para se fazer, mais se faz ou simlesmente porque o meu sentimento de inutilidade, se cumprir este horario vai ficar um bocadinho mais leve. Nem que seja porque não tenho tempo para pensar nele lool. Mas este horario faz com que tenha que passar muito tempo no porto. Sei que tinha dito que pretendia faze-lo mas se calhar contava poder vir cá durante a semana e tal. A minha mãe já disse que ia lá ela de vez enquando durante a semana, mas pus-me a pensar bem e não sei como me vou dar tanto tempo por lá. Estou sobretudo preocupada com a POC que já vos falei. Vou estar sozinha e os rituais vão ser mais faceis de cumpiri e vou ter a ansiedade de estar longe de casa enfim. Vou comprar o ansiolitico que o meu médico me receitou que ainda não fui busca-lo, já nem tenho receita para ele, mas axo que dá para comprar sem ela. Enfim, de facto já tenho andado com mais sintomas da POC ultimamente, hoje e ontem. Não sei bem porquê, talvez seja a aproximação das aulas e assim. Estou um bocado preocupada até porque se nota até que ando a dormir muito levemente, ouço a minha familia a tossir e fico a ouvir se ta tudo bem, ouço a porta a abrir e fico atenta para ver se fecha direitinho para o cão não fugir enfim, esta noite dei tantas voltas na cama e na noite anterior axo que foi pior. Ando ansiosa, noto nisso. Mas espero conseguir controlar-me e espero que as aulas me dêm ânimo para andar bem disposta. Vou tentar encontrar-me com a C. por lá, talvez dê para sairmos de vez enqundo depois das aulas e do trabalho dela. O P. também parece que está sem o que fazer, por isso falou comigo no outro dia. Parece que voltei a existir, axo que ele agora está a sentir a falta das pessoas. As coisas não vão voltar a ser como eram com nenhum deles aliás mas não quero cortar contacto com eles. Simplesmente axo que não consigo depositar-lhes tanta confiança, tanto carinho como depositei sem ser correspondida quando eles me trocaram literalmente pelas pessoas que conheceram na faculdade, não sentindo minimamente a minha falta nem querendo saber como estava uma vez que tinham com quem se distrairem. Enfim, continuo magoada como podem ver. E pronto já falei de varias coisas, como sempre já depositei aqui o que me passa pela cabeça que sai com tanta facilidade e rapidez que nem sempre a pontuação e as palavras são as melhores lool. Mas a nossa cabeça, ou a minha, pensa a uma velocidade que ultrapassa a pontuação e as regras do bom português que mesmo que não pareça, eu prezo muito. Boas aulas e bom dia a todos.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 02:09
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

ora-deixa-ver-quem-é-esta-croma
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
14
16

24

26


últ. comentários
mais do que isso tou com preguiça de ler o que esc...
olá, como vais? este blog é bom se tiver pernas pa...
olá menina, como é que tu estás? saudades tuas.. v...
olá menina. então, como é que tu vais ? eu vou bem...
olá. já tinha muitas saudades tuas. como estás ? p...
olá! eu também ia cheia de esperanças, quando come...
ola responi tardeas respndi. Sim eu tenho POC e e...
Olá...andava a fazer uma pesquisa sobre poc e enco...
olá! saudades tuas. ainda bem que estás bem. vê se...
tive uma grande necessidade de apagar todos os blo...
favoritos

2009.

pesquisar
 
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro