saga de uma tímida/insegura/atrapalhada/parva cujo dom é sonhar

Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

O que estou a fazer é basicamente a distrair-me antes de estudar, tenho exame e a vontade de estudar não é muita. Não tenho saído mas a minha disposição está melhorzinha outra vez. Hoje a J. chamou-me amiga. Ela já o tinha feito antes, mas o coração bateu mais forte (eu sei que parece estupido). Normalmente as pessoas agora chamam amiga a toda a gente, dizem que se amam etc e parece-me tudo tão falso. Não acredito em coisas que se dizem facilmente, que se dizem muito. São diutas da boca pra fora e não soam a naturalidade enfim. Mas hoje senti, epah que gostam de mim e eu não sinto isso muitas vezes. Nem com o T. que namoramos 4 anos e o que ele dizia não me batia assim, porque eu sentia que era dito nos momentos em que "devia" ser dito (tal como tanta coisa na nossa relação), não saia naturalmente, era como se eu estivesse à espera de cada vez que recebia um elogio. E é assim muitas vezes, recebo elogios quando é suposto, quando estamos todos à espera. Axo que é muito por causa da minha personalidade, axo que não dou essa "confiança" às pessoas, não sei explicar. Mas se calhar não tenho nada de extraordinário para ser elogiado, ou não o mostro (porque no fundo eu sou xeia de coisas extraordinárias lool). Enfim o que quero dizer é que se calhar as coisas boas que tenho não são própriamente coisas que se mostrem assim no dia a dia. e além disso as situações em que me ponho são sempre muito seguras, por isso as situações em que me vejo envolvida são banais e por isso dá ropriamente para me dar. Mas enfim ja estou a vaguear, como o costme. Qualquer dia gostava de conseguir organizar o que penso e escrevo de maneira a escrever coisas interessantes e é claro que tinha que controlar a POC para que isso podesse acontecer, porque uma das grandes dificuldades que tenho é a escrever e a ler (escrever varias vezes a mesma palavra, escrever qualquer coisa mal e deixar estar, ler vinte vezes a mesma palavra, ler vinte vezes a mesma frase.... enfim, é ridiculo não é? Eu sei). Bom e axo que xegou a hora de ter juizo e ir estudar lool. Espero que esteja tudo bom com voces.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 14:40
link do post | dar palpite | ver comentários (8) | favorito

Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

Ainda não fui fazer nenhum exame à faculdade,  tenho estado em casa a descansar, a fazer exercicio, a ouvir musica, enfim. Mas agora estou a ficar um bocado deprimida, axo que preciso sair, talvez vá dar uma volta amanhã. Nem sequer tenho os telemoveis ligados. Bom não tenho muito pra dizer portanto. Vou começar a estudar quando me der na telha e no domingo vou votar, deviamos todos votar. E é isto, não tenho assim realmente novidades. Espero que esteja tudo bem com voces.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 01:31
link do post | dar palpite | ver comentários (6) | favorito

Domingo, 16 de Janeiro de 2011

Bom, ponto de situação! Começam os exames amanhã, não vou fazer nenhum amanhã, tou a ver que só vou fazer um. Estou um bocado mais desmotivada mesmo com o proximo semestre. Não sei bem porque, mas sinto que estou a deixar as coisas andar e depois tenho que encarar as coisas mas enfim. Espero que o proximo semestre corra bem. Tenho feito exercicio em casa que me tem feito muito bem à cabeça e ando à espera que abra um novo ginásio para me inscrever. Estou bem, continuo bem e isso é, como podem imaginar, optimo. Faltei a um  teste de uma disciplina que estava praticamente feita. Não havia nada marcado no site da faculdade, falei com um colega que aparentemente também não sabia do teste e como tinha aquela falta para dar e estava a ficar adoentada acabei por faltar aquela aula que era o teste. Enfim, that's just me. Fiquei maluca quando vi aquilo bão disse a ninguém so queria não pensar naquilo. Já uma altura em vez de aparecer na segunda parte da aula para fazer o teste, cheguei no fim da aula. Essas coisas acontecem bastante comigo essas confusões e enfim. No inicio do proximo semestre há coisas que vou ter que fazer uinvariavelnmente. Tenho que preparar uma agenda para escrever todos os testes e datas e tenho que imprimir os slides das aulas todas e encadernar tudo bem. Eu digo isto sempre mas se for a ver provavelmente nunca o fiz desde que entrei na faculdade, comecei por fazer mas depois as coisas começam a baralhar-se e a complicar-se e quando vou a ver já nem vale muito a pena lool. Sou mesmo desorganizada, uma coisa ridicula. Muito por causa da POC axo eu, mas também porque sou mesmo assim da mesma forma que sou esquecida. Incrivelmente esquecida. Ás vezes fico com a sensação que acabei de dizer uma coisa e que possivelmente já disse uma completamente oposta aquela. As pessoas devem ficar a axar que sou maluquinha. Mas não quer dizer que seja mentira mas eu sou esquecida e o que ao às vezes das coisas, não é necessariamente o que axo depois quando me lembro ou esqueço de certos factos. Se é que me faço entender lool. Posso dizer a uma pessoa que costumo cantar e dias depois que não costumo cantar. Porque simplesmente me lembro que pensando bem até tenho cantado ou assim. Depois as coisas não ficam muito claras mas tenho a sensação que já disse qualquer coisa que não ia muito a favor do que ja tinha dito. Enfim, sou absolutamente complicada. Mas isso é que dá a graça às pessoas não é? Digam que sim! Pode ser que um dia haja alguém que conheça a minha complicação e lhe axe graça lool. E é basicamente isto que tenho para vos dizer. Espero que esteja tudo bem por aí.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 22:53
link do post | dar palpite | favorito

Sábado, 1 de Janeiro de 2011

Pretendia vir cá entre o natal mas acabei por vir agora mas de qualquer maneira desejo-vos um optimo ano. O meu ano foi emocionalmente instavel mas acabou por ficar bem porque comecei a encarar as coisas de uma maneira mais positicva e tenho conseguido permanecer com esse espirito. No outro dia estava a stressar com um trabalho e com testes mas acabei por perceber que ão preciso stressar e que não tenho muitos testes e por isso posso estar tranquila enfim eu sou mesmo assim mas de qualquer maneira estou bem festejei com a minha familia e os meus meninos e foi simples mas bom e isso é que interessa estar com as pessoas que amamos. Eu não costumo ir para discotecas até porque não gosto muito mas fico assim um bocadinho com uma ligeira inveja saudavel de quem se vai divertir e assim mas de qualquer maneira também quero estar com os meus pais e o meu irmão como costumo fazer porque quero garantir que estão todos bem dispostos e divertidos. Estou bem disposta e animada vou ter exames e depois tenho um horario bom talvez possa pedir o estagio e talvez vá para um ginásio. Espero que com voces esteja tudo bem e que seja um ano optimo para todos voces e obviamente para mim.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 23:48
link do post | dar palpite | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2010

Retirei isto de ilusoesemsegundos.blogs.sapo.pt, um blog de uma miuda que deve ser visitado :)

QUAL FOI A TUA:

1. Última bebida: Água

2. Última chamada telefónica: Irmão

3. Última sms: ex-namorado

4. Última música que ouviste: A musica que a Carolina dos Ídolos cantou que ja não me lembro qual era lool

5. Última vez que choraste: quando me fui abaixo e falei aqui no blog 

ALGUMA VEZ:

6. Foste traído: Não

7. Beijaste alguém e arrependeste-te: Não

8. Perdeste alguém especial: Sim

9. Estiveste bêbado e vomitaste: Não

 

ESTE ANO TU:

10. Fizeste um novo amigo: Sim

11. Ficaste caído de amor (apaixonaste-te): Não

12. Riste até chorar: Sim, muitas vezes

13. Conheceste alguém que te mudou: Conheci alguma gente, não sei se me mudaram mas o importante é conhece-las

14. Descobriste quem eram os teus verdadeiros amigos: Talvez, de alguma forma

15. Descobriste que alguém andava a falar de ti: Não mas suponho que alguns tenham falado

16. Beijaste alguém da tua lista de amigos: Não

 

SOBRE TI:

17. Quantos filhos queres: Não sei tantos quanto possivel

18. Tens algum animal de estimação: Sim, cinco

19. Queres mudar o teu nome: Não

20. O que é que fizeste nos teu último aniversário: jantei com alguma familia, nada de mais mas muito bom

21. O que estavas a fazer à meia-noite da noite passada: A ver tv axo eu

22. Diz algo pelo qual NÃO consegues esperar mais: pelo Por me apaixonar

23. Qual é a coisa que desejas mudar na tua vida: não ha nada que queira mudar, quero continuar a descobrir que sou muito feliz

24. Quem é que te está a irritar neste preciso momento: pensar nos testes de vez enquanto porque axo que tenho alguns na primeira semana de aulas e não me apetece pensar nisso

25. Web page mais visitada: Facebook

26. Qual é o teu verdadeiro nome: é comprido lool

27. Nicknames: sonhadoraincuravel

28. Desenho animado com que mais te identificas e porquê? Tweety o piupiu, não sei se me identifico muito com ele mas gosto muito e se virmos bem as coisas é um boneco que está sempre muito esperto a fugir do gatinho e eu ando sempre a fugir das coisas que me preocupam então até que é parecido comigo mas ele é mais corajoso e mais esperto

29. Cores: Amarelo por exemplo talvez mas gosto de todas

30.  Bandas: Ornatos Violeta, Florence and The Machine, U2, 30seconds to mars, coldplay, klepht

32. Um filme: wall-e, simpsons, eu sou a lenda, koyote bar adorava este filme, muitos

34. Um jogo: singstar

35. Clube: Porto

36. Um lugar: Casa

37. Um objecto: Relogio

38. Um vício: não tenho muitos vicios mas tenho manias

39. Um sentimento: Amor

40. Uma pessoa: A minha familia toda

41. Coleccionas alguma coisa: Axo que não lool

42. O que te falta: um alto moreno de olhos verdes montado num cavalo branco lool

43. O que te marcou: uma reportagem sobre os sem-abrigo, pode parecer politicamente correcto mas enfim, as vezes anndamos adormecidos para certas coisas

44. Qual o primeiro pensamento que tens ao acordar: o meu cerebro so funciona um bocado depois

45. Qual é o teu maior sonho: tenho muitos sonhos abstractos e mais concretos

46. Uma coisa que te disseram que te tenha deixado a pensar: "Tu és bonita tens é que namorar muito" lool

47. Lugares ainda por visitar: Paris e muitos outros

48. Algo que nunca queiras perder: As pessoas que amo do fundo do meu coração

49. Tens o quarto sempre desarrumado? pois lool

50. Fundo do meu ambiente de trabalho: uma imagem assim de noite com uma lua mas esta la ha muito tempo

51. Conheces algum famoso: Não

52. Uma criança: Os meus meninos, os meus primos

53. Tens amigos em outras partes do mundo? Não

54. Para onde já foste de avião: Para Londres

55. Consideras-te uma pessoa organizada e responsável? Organizada não responsavel eu axo que sim

56. Signo do Zodíaco: Carangueijo

57. Escola Primária: ai que saudades tantas

58. Escola Secundária: Era melhor do que parecia

59. Universidade: medos mas também uma oportunidade de aprender a ter autonomia

60. Cabelo Longo ou Curto: Longo claro

61. Altura: 1.57cm muito bem distribuidos tah

62. O que gostas em relação a ti: a minha sensibilidade

63. Piercings: sim

64. Tattoos: não pelo menos ainda

65. Cirurgias: não e tenho medo dessas coisas

66. Melhores Amigos: tenho algumas feridas em relação a isso por isso prefiro não classificar

67. Desporto que praticas: nenhum, mas ja fiz algumas coisas e adorava principalmente quando havia competição

68. Local favorito para passar férias: junto da familia

69. Actor: Ben Affleck

70. Actriz: a de a cidade dos anjos

71. Realizador: James Cameron

72. Escritor: a de "a menina que não chorava" estou esquecida 

O QUE É MELHOR:

73. Lábios ou olhos: primeiro gosto de ver os olhos

74. Abraços ou beijos: abraços e beijos

75. Maior ou mais pequeno: as coisas maiores impressionam mais, as coisas mais pequenas são mais fofas e muitas vezes mais imporetantes mas também depende do que estivermos a falar lool

76. Mais velho(a) ou mais novo(a): a sabedoreia das pessoas mais velhas a fofura das pessoas mais novas

77. Romântico ou Espontâneo: romantico

78. Boa barriga ou bons braços: não entendo muito bem o sentido disso mas convem que tenha tudo de bom lool

79. Sensível ou espalhafatoso: Sensível claro

80. Nada sério ou Relações: Relações, ou é uma coisa que me da segurança ou não tem piada

 

ALGUMA VEZ:

81. Beijaste um estranho(a): na boca não mas as vezes axamos que conhecemos uma pessoa e depois afinal é um estranho mas axo que não me aconteceu isso

82. Sexo no primeiro encontro: Não comigo não me parece possivel

83. Partiste o coração de alguém: Sim

84. Foste preso: Não

85. Deitaste alguém abaixo: Não

86. Choraste quando alguém morreu: Sim

87. Apaixonaste-te por um amigo(a): Não 

ACREDITAS EM:

88. Ti: tem dias

89. Milagres: não sei

90. Amor à primeira vista: ja acreditei menos, mas amor não, acredito que possa haver uma quimica que depois possa resultar ou ate nem dar em grande coisa

91. Pai Natal: Não

92. Beijo no primeiro encontro: Não

93. Anjos: as minhas crenças sao muito complexas e abstratas 

RESPONDE SINCERAMENTE:

94. Tiveste mais que um namorado/a ao mesmo tempo: Não

95. Cantaste hoje: sim

96. Alguma vez traíste alguém: Não

97. Se pudesses voltar atrás no tempo, quanto tempo recuarias? axo que não vale a pena temos é que fazer o melhor pela nossa vida e pelos nossos agora

98. O momento que escolhes reviver: não sei

99. Tens medo de te apaixonar: tenho mas ainda não me apaixonei

100. Tens medo de postar isto como 100 verdades:Não

escrito por sonhadoraincuravel às 01:37
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Minha gente tive um Natal bom om a familia espero que voces também tenham tido um bom natal. Fiquei até a saber umas coisas relacionadas com a POC, o meu primito tem POC mas ele tem sete anos e não sabia que isso era possivel num miudo tão pequeno, quando o meu tio disse o que ele fazia até fiquei parva, disse logo que isso eram comportamentos obcessivo compulsivos e ele disse que sim e falou de um colega de trabalho dele que também tinha. O que me leva a pensar que dizem que um terço das pessoas têm POC em portugal mas se calhar são mais. Isso leva-me a pensar muito, sobretudo nesta fase que está a dar-me mais forte, para ler aqui os blogues bom, é qualquer coisa, porque leio as coisas varias vezes e mesmo para escrever enfim. Estou um bocado sem aquela coisa de pensar "pronto calma não é preciso", tenho mesmo que fazer e mesmo estando de férias estou assim, anfim. O Diogo que também comentou aqui o meu blog disse que tinha comportamentos desses desde pequeno e eu realmente não sabia que dava em miudos pequenos, ingenuidade minha. Mas dizem que normalmente é um trauma ou assim e eu axo que não tive nada que me podesse levar a isso directamente. Ao falar do meu primo acabei por dizer à minha mãe que era obcessiva compulsiva, ela olhou para mim e disse "pois és" porque ja se apercebeu de algumas coisas e vê que eu falo muito no assunto mas eu acabei por dizer que não sabia ela da missa a metade e ela quis saber mas não disse mais nada, axo que ela está à espera de uma oportunidade para me perguntar e saber mais eu fico com medo porque as vezes não faço certas coisas por estar gente a ver e isso é um alivio e se depois as pessoas souverem se calhar pode-me dar para faze-las mesmo com as pessoas a ver e enfim é uma complicação.Mas pronto estou feliz, estou bem, sinto-me capaz, sinto que gostam de im, sinto-me importante enfim, sinto-me bem. Isso é um alivio enorme sabe tão bem. Recebi mensagens de natal de algumas pessoas que nem esperava, não fiquei amedrontada por este ou aquele não me dizer nada enfim, as coisas foram naturais e não foram como noutras alturas que eu me sentia sozinha. Afinal bastava fazer-me presente e era mais facil do que pensava, so tenho que estar la para as pessoas saberem que me interesso enfim, não adianta estar a ver os erros dos outros e ficar a minha e ver os meus erros e ficar na minha, tenho é que ir lá e pronto se tiver que falar dos erros de alguém pode-se falar na boa se for pra falar dos meus também falo enfim. Se dermos às pessoas elas dão-nos a nos as vezes basta um pequeno avanço e ganhamos logo estimulo para mais, é optimo vermos as afinidades que temos com as pessoas, se há coisa que eu senti neste natal foi o fantastico que é as coisas que temos em comum com as outras pessoas e pegarmos nisso e usa-lo para nos darmos bem.Adoro pessoas ja tinha dito isso lool axo que é aquela pequena veia que devo ter de psicologa,somos extraordinarios a tantos niveis é impresssionante as coisas que descobrimos sobre as pessoas mesmo conhecendo-as ha anos e as coisas que descobrimos sobre nos proprios e eu neste momento voltei a acreditar que somos capazes de muitas coisas de tanto que não temos noção. Estou animada da para ver lool textos meus de ha uns tempos atras não eram bem assim, não quer dizer que esteja muito diferente as coisas estão basicamente iguais so que eu consigo ve-las deste prisma agora e é muito melhor e atrevo-me a dizer que é o mais acertado. Bom e nos proximos dias vou ver se consigo fazer uma desintozicação da overdose de doces que comi este natal, não quero engordar e as borbulhas ja se querem fazer aparecer. Bom minha gente espero que estejam bem eu vou ver se apareço mais vezes porque sabe bem escrever sobre coisas boas lool. Fiquem bem

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 01:01
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010

Ja ha muito que não vinha postar, não que faça grande diferença mas pronto lool. A minha vida anda bem, a minha atitude é outra, tenho saído e isso tem-me feito bem. Ha uns tempos não sai algumas vezes seguidas e comecei a sentir que as pessoas estavam zangadas comigo ou enfim, comecei a sentir-me outra vez um bocado triste, os testes também não têm corrido muito bem então toca a sair outra vez lool. Vou ter um jantar de natal ta a ser muito bom. Nas conversas que tenho ido com um amigo meu fui descobrir que ele também tem POC e tem desde que eramos colegas de carteira. Conhecemo-nos ha tanto tempo e olha fomos descobrir que temos isso em comum. Já falamos disso algumas vezes das rotinas que temos das coisas que fazemos. Em relação a isso ando numa fase em que isso me esta a afectar um bocado. Ando cansada e axo que é por isso, tem-me afectado o estudo. Ter de ler as frases varias vezes seguidas, ficar parada numa palavra enfim coisas desse genero que não fazem sentido mas quem tem POC tem que estar a fazer enfim. E depois ir à casa de banho e ter que ficar la a por os pés numa posição, ter de andar em cima do tapete, desligar as luzes varias vezes, olhar para o espelho enfim tantas coisas que faço que não fazem sentido mas tenho que as fazer é uma ansiedade. Quando ando assim fico mesmo stressada demoro muito tempo a fazer as coisas enfim. Mas é muito engraçado falar disso com o meu amigo porque vemos que fazemos coisas diferentes mas que o sentimento e o mesmo. Axo que precisamos de tratar disto, talvez tenha mesmo que ir a um profissional mas nesta altura não sei se quero fazer isso, tou a fazer uma coisa, a ter uma atitude diferente axo que vou fazer isso e depois com calma tentar resolver o assunto ou ir a um profissional. Não querendo dar isso como justificação mas isso interfere com o meu estudo, porque fico muito mais tempo a estudar uma coisa e canso-me porque estar a ler repetidamente uma coisa ou a escrever varias vezes enfim, cansa muito. Axo que quem tem POC é que compreende o que estou a dizer. Bom mas ao sair com as amigas já não me sinto muito aparte, falo quando tenho que falar enfim, é bem mais facil. Um dos problemas que tenho é que as vezes penso que as pessoas estão zangadas comigo. As vezes quando falo com a J. por mensagem recebo uma resposta mais sucinta ou eu propria digo qualquer coisa que penso que se calhar não é o que ela espera ou assim e fico a pensar que ela esta zangada comigo, depois ela vem falar comigo ou eu falo com ela a percebo que estava tudo bem e fico aliviada. Aqui ha semanas eu não fui sair e na semana seguinte também não ia mas ninguém me disse nada e fiquei a pensar se eles tinham saido e não me tinham dito nada ou assim e se estavam chateados ou assim, não sei se sairam ou não mas não estavam chateados, na semana fui sair e estava tudo bem toda a gente me falou bem e foi tudo imaginação minha. Mas enquanto penso nisso fico um bocado stressada. É por isso que isso ja me fez desistir ate de aulas e assim, porque fico com medo de as pessoas axarem que eu agi mal ou estarem zangadas porque me responderam de uma maneira mais breve ou sei lá. Há um grupo de uma aula pratica que esta a deixar-me um bocado stressada porque uma rapariga tomou controle das coisas para o relatorio e como faltei a uma aula e tal e elas combinaram encontrar-se numa altura que tinha uma aula, as coisas ficaram de uma maneira que parece que so ela e outra estão a trabalhar e que os outros não querem saber. Eu tentei sempre mostrar-me disponivel mas no outro dia essa rapariga passou por mim e fingiu que estava a olhar pro lado a falar com outra e ignorou-me claramente. Fiquei-lhe com uma raiva. Porque reforçou que ela axa que eu não fiz nada porque não me apeteceu. Eu sei que houve gente que fez menos que eu e que não tive culpa das coisas mas ficou assim uma sensação estranha, uma ambiente estranho e agora vou ter que fazer a apresentação com eles e não tenho vontade de os ver, nomeadamente à tal rapariga. Mas enfim vou tentar pensar que não tenho nada a temer. Bom e é isto basicamente estou xeia de testes e estou muito cansada as coisas não estão a correr muito bem nos testes, faltei mais do que devia e tenho que ver se melhoro isso para o próximo semestre, fazer mesmo de tudo para estar organizada faltar pouco enfim. Se tiver horário pra isso aproveitar que me estou a dar melhor com a J. para talvez irmos para um ginásio juntas ou qualquer coisa assim. Se para o ano conseguir um horario melhor talvez tente pedir um estágio na farmacia. Axo que isso me ia dar muita confiança. Tenho medo que me mostre que realmente não sei nada daquilo mas se for pra lá também queria que ficasse bem claro que ia para aprender para não estarem a contar coisas de mim que não consigo, tipo dizer mesmo que é pra ver se tenho motivação para fazer o curso. Axo que isso ia ser muito bom agora é so arranjar um horario bom e coragem para ir pedir. Espero que esteja tudo bem convosco. Continuem a ter uma boa semana.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 00:00
link do post | dar palpite | ver comentários (5) | favorito

Quinta-feira, 25 de Novembro de 2010

Ando muito ausente do meu blog. Por isso tenho várias coisas para falar. Tenham medo. lool Na verdade têm-se passado coisas muito simples, mas muito boas. Fui à psicologa no fim de semana. Marquei depois daquela crise de choro. Na verdade no dia anterior estava a pensar o que ia dizer e porque ia etc etc. Porque ja estava melhor, mas tinha sentido a necessidade de ir por isso não ia faltar. Chegando lá contei o que se tinha passado falamos sobre várias coisas. Falamos sobre as minhas saídas, o facto de ter conhecido pessoas etc. Ela disse-me a certa altura no final da consulta que a certa altura pensava que eu não queria mudar. Não sei em que altura ela pensou isso mas o facto é que me lembro de uma altura em que dei por mim a dizer "ah aquilo é giro se calhar vou fazer" não fazia, "ai mas aquilo ainda é mais interessante se calhar vou fazer" e não fazia e andava assim. Andei meia perdida. A cena do T. também falei e ela disse uma coisa que fez muito sentido, eu se calhar tive assim um atestado de "ele não precisa de mim pra nada" e isso custou muito porque no fundo continuava a ser aquela segurança que tinha de que podia mais ninguém gostar de mim, ser meu amigo mas tinha lá o T. que nem me falava por gostar tanto de mim. É egoista mas ela até me falou dos casais que se divorciam, arranjam novas pessoas e mesmo assim ainda sentem ciumes uns dos outros mesmo sabendo que não gostam dos ex maridos ou mulheres. É engraçado isso. Mas é por ai o que senti. De vez enquando recebo uma mensagem do T., axo que mexi com os sentimentos dele ou então estavam ainda mais mexidos do que pensava, ele manda-me mensagens a falar sobre a falta de importância que eu lhe dei tendo ele feito tanto por mim e a importancia que dei aos meus amigos tendo eles feito coisas que fizeram. Ele para além de ser um bocado dramático (não substimando o que ele sente) é filho unico e tem esse sindrome de ser muito correcto e de as pessoas serem más ou injustas pra ele. Eu tento dizer-lhe as coisas e explicar-lhe que as coisas não são como ele as vê, que pode vê-las por outro angulo e que se eu quisesse por as coisas daquela forma também podia mas não quero. Tenho medo que a minha tranquilidade agora com esse assunto seja porque sinti que ele não esta tão bem como eu pensava. É muito mau o mal dos outros ser o nosso bem, não me sinto bem nesse papel mas também tenho que pensar que mesmo que seja assim não o faço por maldade faço-o por defesa talvez para defender os meus sentimentos, e a verdade é que não estou a projudicar niguém por sentir isso. Bom mas a psicologa também me falou acerca dos meus amigos. Disse que eu não posso esperar que sejam eles a vir ter comigo, que sejam eles a perguntar, que s calhar tenho que parar de ser exigente assim com eles e ir eu ao encontro deles como, aliás, já fiz. E ela tem razão. Eu axo que tive motivos para me afastar mas a verdade é que também me tenho apercebido disso ao sair com eles, é que eu propria mandei essa mensagem de não estar interessada em estar com eles e assim. Eu sei os meus motivos em cada situação e assim, mas eles so receberam a minha indiferênça. Se calhar quando eu recebi a deles também não foi simplesmente porque náo se interessaram por mim. Enfim, a melhor maneira de resolver essas coisas é estando com as pessoas, falando. E é isso que tenho feito. Tenho estado com as pessoas, tenho saído. E se vir bem as coisas, não senti por muito tempo necessidade de ir à psicologa, não sinto ha muito a necessidade de tomar os ansioliticos. Não me posso dar tanta importância nem estar sempre a ver-me como coitadinha. Não posso estar à espera que as coisas fiquem bem quando tudo correr emaculadamente. Tenho que ter dias maus, tenho que ter preocupações enfim, toda a gente as tem. Estou a aprender de facto e relativizar as coisas e se estou com alguma preocupação, epah, qual é o pior que me pode acontecer se alguém daquele grupo estiver chateado e achar que eu não fiz alguma coisa etc? Epah ou fala e eu explico ou então não fala e ficamos todos contntes lool. Tenho que dizer que pela primeira vez, desde ha muito tempo, me estou a sentir mais genuinamente tranquila. Melhor. Sinto-me feliz. Isso não se paga. É optimo olhar para o que tenho e para além se saber que é bom, senti-lo que é coisa que eu não fazia tão bem. Axo que mais do qu uma fase boa, é uma maneira diferente de encarar as coisas e eu prevejo que isto seja uma coisa mais permanente do que uma fase boa. Como disse, estou tranquila e isso é muito bom. Uma boa semana a todos.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 14:30
link do post | dar palpite | ver comentários (6) | favorito

Sábado, 13 de Novembro de 2010

Õlá. Já estou melohor, recuperei alguma alegria, passei muito tempo sem dar uma boa gargalhada lol. Mas enfim, o apetite também vai voltando, não foi preciso a magnesona ;) também já tomei nuno mas não por causa do apetite, foi mesmo pra repor umas coisitas que me estavam a faltar mas de qualquer maneira tenho por aqui vitaminas embora não ande a tomar. Não sei o que contei já do desenvolvimento das coisas com o T.. Ele ficou mal por falar comigo, não me consegue esquecer e por isso não nos estamos a falar outra vez. Não quero que me fique com raiva por não querer estar com ele como ele quer estar comigo mas axo que ele sente essa raiva e tenho um bocado de medo do que ele possa dizer de mim ou sei lá, enfim, tenho receio dessa raiva. É estupido mas é verdade. Bom as notas tão péssimas, não consigo estudar. Agora já estou melhor pode ser que consiga estudar um bocado e ter umas notas mais apresentáveis. Para além disso não há grande coisa a contar. Fiquei um bocado mais aliviada nessa questão do T. por motivos um bocadinho parvos. Mas a verdade é que ele começou a mostrar um lado dele que me irritava e se calhar eu tinha esquecudo. Ele começou a levar as coisas para um lado como se eu estivesse a precisar imensamente de ajuda e precisasse imensamente dele. Eu estive mal mas também não lhe pus as coisas exactamente como elas estavam e muito menos disse que era por causa dele unicamente que estava assim. Foi uma sucessão de coisas que me deixaram a pensar. Eu sinto falta da amizade mas a maneira como ele pos as coisas. Ele falou com a minha mãe e tudo e depois quando decidimos deixar de nos falar outra vez ele disse à minha mãe que afinal não ia poder ajudar como tinha prometido. E a minha mãe ficou um bocado surpresa porque não lhe tinha pedido nada nem a situação se punha dessa maneira. Enfim, ele é um bocadinho assim e na altura era uma das coisas que me punham assim um bocado de pé atrás. E como eu estava muito embaixo com as coisas que me foram passando pela cabeça, com o stress dos testes etc etc, fizeram-me esquecer um bocadinho essas partes e quando senti só aquela parte da amizade fiquei a sentir que afinal eu precisava daquilo. Mas na realidade nem ele está bem já em relação a termos acabado, nem as coisas são assim tão simples e há coisas nele que foram o motivo para eu perder a razão para estar com ele (não que esteja a culpa-lo, simplesmente são as razões pelas quais eu não sentia aquele encantamento.... outra pessoa achará bom). Bom mas foi bom para eu repor as ideias, lembrar-me das coisas como elas são. E já não estou com aquela sensação tão intensa de ser menor que os outros em relação à vida social (por assim dizer). Sinto-me um patinho fora de água às vezes, ainda, mas tenho saido, tenho falado, não sei que mais posso querer neste momento, não há grande coisa que possa fazer. Mas continuo a ter uma sensão que é a de desperdicio, a de estar a desperdiçar tempo, de não estar a aproveitar enfim. Agora até a viagem de carro pra casa parece chata a certo ponto, parece que é tanto tempo em que podia estar a fazer qualquer coisa de util, quando na realidade é menos de uma hora e além disso eu gosto de conduzir mas pronto. Logo devo sair, tomar café. Tenho que estudar, tenho praí dois testes pra semana, espero ter coragem e animo para isso. Fiquem bem vocês por aí.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 16:50
link do post | dar palpite | ver comentários (3) | favorito

Sábado, 6 de Novembro de 2010

Fui-me abaixo, fiquei mesmo triste. Já nem sei o que disse aqui antes mas nem me apetece ler. No outro dia estava no Porto, vim das aulas e estive muitomal (ok ja me lembro que ja falei desse dia) mas depois no dia seguinte não fui às aulas. Fiquei na cama a manhã toda. Mandei mensagem ao T. logo às sete e pouco antes de ele ir trabalhar. A resposta não foi muito intusiastica nem eu esperava que fosse. Mais tarde mandei mensagem, falamos um bocado e disse-lhe o que tinha a dizer, porque não falava comigo, se preferia que eu saisse da vida dele para sempre ou se era aquele tempo que tinhamos falado para depois sermos amigos. No inicio axo que ele quis dizer que era melhor não nos falarmos mais porque ainda gostava de mim. Mas depois la continuou a falar comigo e disse que a partir de agora eramos amigos outra vez e não sei quê. Mas ainda lhe custa falar comigo e assim. Fiquei tão confusa. Já pensei tudo, ja pensei no que estava a fazer ao falar com ele, já pensei se não era mais facil continuar com ele, já pensei se posso sentir alguma coisa quando o vir, ja pensei na falta que o apoio dele me faz enfim. Tou carente e tenho um  medo enorme de ceder a isso. Era mais facil, saía mais, divertia-me mais, tinha alguém, enfim há sempre aquela ilusão de que se fosse assim eu ia ficar bem melhor e sentir-me melhor comigo e tudop ia correr bem. Eu sei que não é assim. Sei que estive quatro anos com ele e muito tempo não gostava dele da mesma maneira que ele e sei que estava à vontade com ele mas mesmo assim me sentia retraida em certas alturas e não estava a vontade com as pessoas mesmo que o tivesse la pra me proteger se me sentisse mal. Há sempre esse ilusão "será que eu agora não estou melhor, mais resolvida e as coisas não iam ser mesmo assim como eu imagino?". Tive medo de ceder a isto tudo. Estive mal mesmo. Vim a chorar pra casa. Sentia-me mal porque a minha mãe ia ver que estava assim e ia ficvar preocupada. Mas tinha que vir não estava a aguentar. Tinha dois testes no dia seguinte e não tinha estudado. Cheguei e falei com a minha mãe e fez-me bem. Axo que nunca tive tão mal. Há três dias que não consigo comer nada quase. Só consigo beber sumos e assim pra me manter de pé. Nunca me senti tão sem apetite é como se por dentro o meu corpo estivesse a trabalhar tanto que não consegue aguentar que meta alguma coisa no estômago. Mas falei com a minha mãe depois uma segunda vez e ela trouxe-me um  bocadinho à terra. Falou-me se não estava a falar com o T. e se ele sabia que era só amizade, se tinha a certeza disso, se não estava a mexer em coisas muito cedo. Isso deixou-me com medo, estou numa indecisão, estou entyre a ideia de estar a gostar de falar com ele, de desabafar algumas coisas e de estar a participar da vida dele e entre ele estar a ganhar algum tipo de ilusão, de estar a falar mas estar a sofrer com isso enfim isso tudo. Eu não puxo pela conversa, não estou a forçar absolutamente nada mas isso não me tira a culpa. Depois outra coisa que me começou a atirar abaixo foi saber das coisas dele, que estava a ser praxado, que estava a viver essas coisas todas da vida académica e fez-me pensar no quão insignificante é a minha vida. A minha mãe esteve-me a dizer que não posso viver pela vida dos outros, que lá porque axo que as pessoas fazem coisas muito melhores não quer dizer que seja verdade e não quer dizer que eu tenha que viver o mesmo que eles e que toda a gente tem problemas e toda a gente vive à sua maneira. Eu disse-lhe que não gostava da maneira que estava a viver que preferia ter coragem de fazer certas coisas que as pessoas fazem. Ela disse que tem tudo a ver com a maneira como eu vejo as coisas, eu vejo que tudo o que eu faço é mau, eu vejo que tudo o que eu sou é mau. E tem razão, eu sei disso. Tenho coisas más como toda a gente mas pioro tudo porque axo as coisas mais simples erradas em mim. Noto isso quando vejo que há dias que gosto de uma coisa ou estou tranquila com ela e outrops que odeio e não consigo viver direito com essa coisa. Também tenho pensado muito na faculdade. Toda a gente que fala disso ou que sabe a situação me fala em mudar o curso. Começam a ser muitas pessoas. Mas como posso fazer isso. Ia-me axar uma falhada para o resto da vida, ia ser sempre aquela que andou cinco anos na universidade para fazer um curso e resolveu mudar porque não conseguiu faze-lo. E depois há a questão de eu ter os meus problemas comigo e se mudar de curso não sei até que ponto os problemas vão continuar. Não sei. Não sei o que fazer. Aliás agora só posso fazer uma coisa, já tive mais convicção neste curso mesmo em alturas que estive desanimada mas pensei sempre claramente que tinha que o fazer, mas neste momento não posso muder de curso porque estamos no meio do ano, por isso vou continuar a tentar, a tentar por-me bem e no fim do ano, ou mais para o fim do ano penso nisso com mais afinco. Eu ja disse outras vezes isso e depois não penso muito nisso na altura que devia mas enfim. A verdade é que as coisas mudaram um bocado. Ontem saí com o P. falei-lhe um bocadinho disto, mas não entrei em grande pormenor.  às vezes axo que tenho um bocado de necessidade de explicar a essas pessoas porque é que as coisas me estão a correr mal na faculdade. Para às vezes não parecer que lá estou eu a queixar-me mas estar a cagar-me pra universidade. E ja me disseram que não me posso preocupar tanto com o que as pessoas pensam. É verdade. Mas é muito forte para mim. A minha mãe também me falou nisso porque entretanto tive uns problemas com um grupo com quem tinha que fazer um relatorio (ou pensei que tinha porque depois não era nada e eu quase desisti) e ela disse-me que não precisava me preocupar com o que as pessoas iam pensar de mim, "que interessa o que elas vão pensar, se pensarem pronto, se vierem falar contigo responde, explica, se não quiserem perceber paciência vais fazer o quê". Já ouvi este discurso antes,  mas naquele momento fez tanto sentido que me fez bem. Marquei consulta na psicologa mas só daqui a duas semanas. Acxo que lhe vou pedir pra me aconselhar uns anti depressivos ou qualquer coisa, axo que preciso pelo menos andar com eles na bolsa para evitar coisas assim, é que nunca me senti tão mal. Os ansioliticos não digo que não façam nada, axo que fazem alguma coisa, mas não fazem muito. Talvez ela me aconselhe alguma coisa para pedir ao meu medico. Entretanto com esta treta de não conseguir comer estou branca como a cal o que realça imenso a minha beleza e o cabelo cai-me em quantidades um bocadinho acima do que eu axo normal. Lá terão de vir umas vitaminas. E eu que não gosto de tomar medicamentos. Obrigada pela força. Hei-de levantar-me. Espero que estejam todos a ter um bom fim de semana.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 16:35
link do post | dar palpite | ver comentários (6) | favorito

ora-deixa-ver-quem-é-esta-croma
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


últ. comentários
mais do que isso tou com preguiça de ler o que esc...
olá, como vais? este blog é bom se tiver pernas pa...
olá menina, como é que tu estás? saudades tuas.. v...
olá menina. então, como é que tu vais ? eu vou bem...
olá. já tinha muitas saudades tuas. como estás ? p...
olá! eu também ia cheia de esperanças, quando come...
ola responi tardeas respndi. Sim eu tenho POC e e...
Olá...andava a fazer uma pesquisa sobre poc e enco...
olá! saudades tuas. ainda bem que estás bem. vê se...
tive uma grande necessidade de apagar todos os blo...
favoritos

2009.

pesquisar
 
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro