saga de uma tímida/insegura/atrapalhada/parva cujo dom é sonhar

Terça-feira, 6 de Julho de 2010

ele hoje ligou-me com voz de choro, o T. Depois disse para lhe ligar um bocado depois e ali estava eu em frente ao telefone a dar tempo para ele se recompor. Depois liguei-lhe e ele desligou e passados uns minutos atendeu e perguntou a coisa mais descabida, se eu não axava que ja era muito tempo para estarmos separados. Eu falei com ele e disse-lhe que tinha que ser assim que era a solução. Ele disse que podiamos estar mal mas assim não estava melhor e disse montes de vezes que gostava de mim e que tinha saudades minhas. Que situação. Foi tão constrangedor, tão triste. Ele tá mal, sempre foi a uma psicologa e diz que sabe que tem que me esquecer mas que não consegue e que sente que quando quiz resolver os meus problemas ele foi a primeira coisa de que eu me livrei. Eu disse-lhe para ele não por as coisas assim, que não era nada disso que isso não funcionava assim aliás ta a por varias coisas de uma maneira que só reforça que ele esteja assim. Disse-lhe isso e depois ele acabou por antes de desligar dizer que lhe custava mas para eu não falar para ele. Eu disse-lhe que quando quizesse então para falar. Depois ao fim da tarde tentou-me telefonar e não atendi, não estava com disposição sinceramente, já estava encomodada o suficiente. Mandou-me então uma mensagem a dizer para pensar com carinho se não quero dar-lhe oportunidade, se pode lutar por mim, que só me queria fazer feliz, que eu era linda enfim. Piorou ainda mais. Depois ainda me mandou outra, talvez porque não respondi, a dizer para esquecer a mensagem que tinha que me respeitar. Depois ainda me mandou outra a dizer que se axasse que valia a pena pra pensar com carinho, se não para ignorar a mensagem. Não vou ignorar a mensagem, mas não há nada para eu pensar. Amanhã vou-lhe responder, hoje não me apetecia mesmo, nem me apetece pensar muito nisso. Eu não sei o que lhe dizer, não posso fazer nada por ele por muito que gostasse de ajuda-lo. Estou numa situação mesmo constrangedora, não gosto de estar a fazer isto a alguém. Eu que tento tanto não provocar constrangimentos e não magoar as pessoas agora parece que sou a pior pessoa do mundo. Eu sei que não há uma maneira correcta de fazer as coisas mas acredito que a maneira como fiz as coisas não foi a mais acertada. Eu não me estou a penalizar demasiado, ja passei essa fase axo eu, mas é muito chato ter a sensação de estar a ser a causa destes sentimentos noutra pessoa. Começo a pensar se não projudiquei a vida dele, se ele vai estar assim muito tempo, se vai ficar deprimido enfim, que danos estou a provocar na vida dele. Mas já me custou mais, não vou mentir, houve alturas que não aguentaria estar a ser a causa destes problemas, mas agora talvez por estar mais separada dele não doi tanto. Não sei se voltaremos a ser amigos mas prefiro estar assim mais afastada enquanto ele estiver assim em baixo, quer porque é o melhor para ele, mas também porque estou melhor assim e por mais egoista que isso possa parecer eu também tenho que olhar pela minha sanidade mental. Magoa-me que ele esteja assim por minha causa, mas estou certa da minha decisão. Por isso é que apesar de eu sentir falta de conhecer alguém e de ser feliz numa outra relação, e é claro que sinto muito falta disso, axo que tão cedo não me vou conseguir meter assim noutra relação porque tenho medo que me aconteça a mim o que está a acontecer ao T. ou mesmo medo de voltar a provocar isto em alguém apesar de axar que não volto a fazer os mesmos erros que fizeram com que agora em parte seja responsavel por o T. estar assim. Os pais dele devem-me detestar nesta altura. Até tenho medo da cara deles quando me encontrarem. Mas estou bem e até foi um dia alegre cá por casa. Gosto quando andamos divertidos cá por casa axo que contagiamos uns aos outros com a boa disposição.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 00:22
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 2 de Abril de 2010

Hoje o T. veio-me perguntar se tinha alguma coisa a dizer sobre nós. Eu disse que não e ele depois perguntou se não tinha intenções de voltar eu disse que não tinha projectos. Ele disse que então mais valia esquecer. Eu calei-me. Ele perguntou se eu não dizia nada e eu disse que não. Ele disse que então so lhe restava esquecer. Já andava a notar que ele me andava a falar um bocado mal. Como se estivesse zangado comigo. Eu não fiz nada de mal, não gosto dele como ele mas isso não me torna culpada ou legítimo alvo de que ele se zangue. Eu compreendo, tenho que compreender. Mas axo que não fiz nada de mal, fiz as coisas como consegui, tentei que fosse ele a querer desistir de mim eu axo que talvez isso torne as coisas mais faceis para ele. Parece-me melhor  do que hegar a beira dele e dizer, bom eu não gosto de ti. De outra forma também não tinha coragem de fazer por isso fiz como pude. Não quero o mal dele, mas quero ser feliz e quero ter a capacidade de encontrar as coisas que preciso. Se ele me quiser esquecer as coisas ficam mais fáceis, ele estava numa de ver se voltavamos e isso dixava-me desconfortavel, não queria que ele perdesse mais tempo nem engana-lo. Mas axo que agora me vai tratar um bocado pior, vai estar zangado comigo. E não vou poder dizer nada. É uma situação dificil, uma pessoa tem que pensar duas vezes quando começa uma relação, as coisas têm que ser certas e seguras, tem que haver uma certeza e uma segurança porque acabamos por magoar as pessoas e sofrer. Aprendi isso e espero conseguir fazer as coisas melhor numa outra vez para poder estar inteira numa relação e ter certezas daquilo que quero porque assim é que se controi alguma coisa e assim se fazem objectivos.

Estive a pensar no que o Lynce disse num comentário, que não acredita no amor eterno. Eu não disse isso no post, quero acreditar que existe mas realmente é mais facil acreditar no mesmo que ele. Há momentos, oportunidades e o que sentimos hoje por uma pessoa amanhã não é igual, até pode ser melhor mas é diferente. Mas sei lá, será que podemos gostar duma pessoa da mesma maneira ao longo das várias circunstância e mudançad que fazemos ao longo da vida. Fikem bem e tenham um bom fim de semana.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 00:48
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 1 de Abril de 2010

Encontrei uns blogs de um casal de namorados que são tão lindos, dizem coisas tão simples mas enfim, parecem tão verdadeiras, tão honestas que é como ler um romance. Não digo qual é o blog porque aquilo tem-se mantido entre os dois e tá tão bem que axo que fica bem com as respostas de um ao outro sem distracções. Enfim, se calhar eu tou carente mas digo-vos que li lá coisas que não são forçadas mas são muito bonitas. E pronto tou a precisar de ver umas comédias romanticas ou umas novelas.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 02:45
link do post | dar palpite | favorito

Terça-feira, 23 de Março de 2010

Hoje passei o dia na cama. Até ia sair mas ninguém me acompanhou então não me apeteceu. A minha mãe anda meia triste e os meus esforços para manter a boa disposição ca em casa também cansam. Mas lá vou tentando e lá vou conseguindo. O T no outro dia falou-me para dizer que me ando a afastar que só lhe respondo às mensagens quando ele responde, que nem queria saber como ele estava e que estava a ser egoista. Fiquei logo nervosa. Que me ando a afastar é obvio, acabamos e ele numa semana diz-me que é complicado tar comigo na mesma como quando namoravamos e na outra já diz que me ando a afastar. Eu este fim de semana fiquei em casa só sai com a mina mãe e realmente tinha essa intenção de me afastar para nãoi lhe dar esperanças e para realmente haver um afastamento porque axo necessario nessa altura. Quanto às mensagens é uma das coisas que é característica dele que é fazer joguinhos, não respondo a esta mensagem pra ver se ela manda outra etc. Eu para além de nunca gostar desses joguinhos, fiz como faria outro amigo, se não respondeu é porque não pode depiois responde. Quanto a não perguntar por ele como ele está expliquei-lhe o porquê e aqui até acrescento que ele às vezes também faz muito o joguinho de virar o assunto de uma maneira para eu perguntar como ele está e ele poder mostrar que tá mal e assim. Eu compreendo, sei que ele ta mal e nem preciso perguntar para ver por outras coisas como ele tá, só que eu agora tou mesmo a tentar não pensar nisso. Faz-me mal pensar que ele tá mal e dificulta tudo. Eu ja pensei muito nisso e fui adiando a separação mas agora tenho que pensar em mim e no que é melhor pra mim. Se é egoista, já disse aqui que penso nisso e que não me é agradavel pensar que estou a ser assim, mas martirizar-me mais porque tou a fazer sofrer alguém? Já o faço de alguma maneira mas não preciso de tar constantemente a ouvi-lo confirmar isso. Se eu soubesse que ele não tinha com quem falar ou quem falasse com ele era uma coisa, mas eu sei que ele tem essencialmente uma amiga que o está a apoiar. Eu não tenho ninguém a quem esteja a desabafar essas coisas, não tenho um amigo que se preocupe com a situação por isso também não axo justo que ele pense nisto dessa maneira. Se fosse tudo facil e linear eu não tinha ficado fechada em casa quando eles foram sair. Enerva-me que me chamem egoista sabendo que penso tantas vezes primeiro nos outros. Não é por ser boazinha, é porque normalmente não consigo faze-lo de outra maneira e até o faço inconscientemente. Quando os meus pais não me deixavam sair eu pensava que realmente a minha mãe ficava muito preocupada e pensava no lado deles. Quando os meus amigos do liceu começaram a exibir uma falta de amizade e algum oportunismo eu pensei que eram coisas da minha cabeça, que a culpa era minha de me ter afastado e desculpabilizei-os. Quando namorava com o T e ele descarregava em cima de tudo e todos e fazia questão que todos ficassem mal dispostos quando ele estava, pensei que ele não tinha que ser igual a mim, que guardo muito as coisas pra mim e pensei no lado dele. Quando não via futuro nenhum no nosso namoro aguentei sei lá eu quanto tempo por vezes porque tinha medo de ficar  sozinha é verdade, mas sempre porque não o queria fazer sofrer. Axo que nunca ninguém me pode chamar egoista antes, não tenho consciencia de alguma vez o ter sido, se agora talvez pela primeira vez de verdade estou a tentar pensar em mim e no meu bem estar mesmo que o processo não seja perfeito e não seja o ideal para toda a gente, será que agora não me podem desculpabilizar também a mim? Eu percebo que ele esteja triste. Mas eu não estou exactamente eufórica com isto.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 19:09
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

o que custa mais é quando ele quer investir e tem vontade de resolver as coisas e tenho que cortar porque um beijo não vai resolver. é mais facil mas não posso deixar. hoje disse-lhe para não por as coisas como e não fosse eu que quisesse como se fosse eu a má da fita porque ambos concordamos com uma coisa e precisamos disto para não andarmos como andavamos. ele disse para não pensar assim que não ta a por as coisas assim. mas eu sinto-me ma. ontem estive em casa na cama o dia todo e hoje sai ao meio da tarde mas por mim vou ja pra cama. é a primeira semana de aulas não devo ir. tive a pensar se não é elhor estar mesmo uns tempos assim evitar estar com ele mas quando vejo que ele ta triste por recusar tambem fico triste enfim. spero que ele saia com as amigas mas fico com receio do que ele lhes conta tipo, que imagem têm elas de mim agora sei lá. que complicação.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 19:30
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Acabei com o namorado, aliás demos um tempo. É muito complicado. Não quero voltar, como ja se sabe o que sinto por ele ha muito que nao é o que queria sentir por um homem no sentido romantico. Mas é muito complicado. Saimos e percebemos das pequenas coisas como dar a mão ou despedir com um beijo. Fica muito estranho quando quase temos esse impulso. Axo que ele não quer acabar, ambos concordamos que as coisas não estavam bem e tenho que pensar nisso para não ir pelo mais facil e voltar só para não o ver triste e para não me sentir assim. Agora parece que era mais facil fingir que estava tudo bem mas se calhar nem era, são as duas coisas complicadas. Percebemos, aliás ele disse que era muito estranho tarmos a sair e realmente é complicado. Vou tentar afastar-me. Mas ele é o meu melhor amigo e as pessoas com quem convivo ulimamente são os amigos dele. Até axava que o grupo também ja i sendo meu mas ainda ontem quando saimos ele recebeu uma mensagem e eu vi-a e era de uma amiga "nossa" a dar-lhe força e a dizer pra ele sair com eles e tal. E aí segurei-me para não chorar porque apesar de saber no fundo, vi que eles eram amigos dele e estão preocupados com ele com o que ele sente, não com o queeu sinto eu fui por arrasto quando saíamos apesar de acreditar que ate gostam de mim é ele o amigo deles. E eu fico assim sem ter com quem desabafar. Sinceramente se pensar nos meus amigos com quem ja não convivo ha algum tempo e deixei de sair desde que saí do liceu, se fosse preciso se calhar já nem desabafava com eles sei lá.... de qualquer maneira não sei se me apetec falar disso. Estou a deixar as coisas cairem um pouco sobre mim relativamente à razão do afastamento com o namorado porque no fundo eu vou sendo culpada porque não estou loucamente apaixonada por ele e se for para ele sofrer menos por mim tudo bem. As vees axo que preferia que ele estivesse zangado comigo para não lhe custar e preferia também estar zangada porque estar assim.... No outro dia ele chorou e eu não me senti nada bem nem consegui chorar senti-me muito ma senti-me pesada e apetecia-me dormir até estar tudo bem. Não suporto ver as pessoas mal e se for por minha causa axo que se calhar prefiro que ten ham raiva de mim. Não sei exactamente como fazer as coisas e assim axo que vou a uma psicologa, a que encontrei é um bocado mais nova do que queria mas pronto. Se houver sugestões serão bem vindas.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 00:16
link do post | dar palpite | ver comentários (2) | favorito

ora-deixa-ver-quem-é-esta-croma
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


últ. comentários
mais do que isso tou com preguiça de ler o que esc...
olá, como vais? este blog é bom se tiver pernas pa...
olá menina, como é que tu estás? saudades tuas.. v...
olá menina. então, como é que tu vais ? eu vou bem...
olá. já tinha muitas saudades tuas. como estás ? p...
olá! eu também ia cheia de esperanças, quando come...
ola responi tardeas respndi. Sim eu tenho POC e e...
Olá...andava a fazer uma pesquisa sobre poc e enco...
olá! saudades tuas. ainda bem que estás bem. vê se...
tive uma grande necessidade de apagar todos os blo...
favoritos

2009.

pesquisar
 
Fazer olhinhos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro