saga de uma tímida/insegura/atrapalhada/parva cujo dom é sonhar

Segunda-feira, 7 de Março de 2011

Encontrei o T. hoje, vá desta vez foi ele que veio ter comigo não fingiu que não me viu lool. Ai não sei o que sinto quando isto acontece, fico-me a sentir mal não sei bem classificar o que sinto. Disse que saiu do trabalho onde estava que agora ia trabalhar noutro sitio e que tava a comprar coisas para se disfarçar no carnaval. Conclusão, fiquei a sentir-me mal do género, ei lá vai ele divertir-se e eu não tenhpo nada combinado. Disse-lhe que tinha ido ao jhantar de carnaval ontem mas fiquei a sentir como se isso não tivesse importancia, bom mesmo era ir-me divertir como ele vai fazer. Eu sei que é mesmo ridiculo, é estupido, é o tipo de sentimento que se alguém me contasse eu não ia sentir grande vontade de estar ou conhecer a pessoa, se é que me faço entender (que não deve ser facil porque não é muito claro. Enfim, é estranho mas sinto-me mal a sério. Eu axo que tenho um medo escondido de pensar que estou arrependida e que se calhar devia ter ficado com ele. É uma coisa que vem do genero daquele medo de ter medo. Isto porque já da ultima vez que falei com ele mais, eu estava com essas coisas na cabeça e rapidamente percebi porque é que não quis ficar com ele mas enfim, há sempre o "e se me engano" "e se erro" "e se me arrependo" "e se....". Isso funciona pra tudo e pra isto não é diferente. Conscientemente eu sei porque não fiquei com ele, não sentia nada por ele, mas fico assim e quando o vejo axo que me perturba so o medo de ele me dizer alguma coisa que eu fique "eii que fixe e eu estou de fora" sei lá qualquer coisa assim. Enfim, chega de ele interferir assim na minha vida, não me fez nada de mal mas também não foi exactamente o namorado exemplar e por culpa e sem culpa a verdade é que não me encantou ao ponto de querer ficar com ele. Axo que quando o vejo também me faz lembrar de uma fase em que estava mal, ele faz parte de uma fase em que não me sentir bem e se calhar ainda ligo a altura a ele e assim. Não quero deixar que isso me afecte mas afecta e o pior é que não sei como canalizar isso não consigo perceber. à conta disso lá fui eu comprar um vestido pra usar amanhã no almoço de familia mas não encontrei nada, nada me agradava então olha fiquei assim, murcha, mais uma vez. Hoje fazia-me tão bem o ginásio, tão bem aii, tenho tantas energias pra gastar. Mas ninguém podia ir então vou com eles nos dias que eles podem. Estou um bocadinho deprimida hoje e a verdade é que foi por causa de encontrar o T. o que me torna ainda mais deprimida por deixar que isso aconteça. Eu sei que não quero estar com ele, sei que não era a pessoa que eu queria, mas tenho esta coisa o tal medo de ter medo, o medo que venha a sentir qualquer coisa olha enfim. Entretanto telefonou-me o P. a perguntar se queria sair mas para ir à discoteca :s não gosto de discotecas vou ser um bichinho mas enfim vou, vamos os três do ginásio, se  me sentir mal venho-me embora, vou ver se levo o meu carro. E pronto axo que é isso que marca a diferença entre aquilo que se passava comigo antes e agora, agora tenho alguém que me chame para sair, alguém para ligar para dizer para sair. Em casa não me apetecia ficar, a pensar e assim, não vale a pena. Não vou dançar mas enfim, bebo um bocado e pode ser que me solte. Espero que por aí esteja tudo bem.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 19:07
link do post | dar palpite | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011

Hoje vi uma foto minha com o T.. Tiramos numa daquelas máquinas. E pensei que até era giro nessa altura, não ele, o momento é o que quero dizer lool. Imaginem como estou carente lool fico parva quando estou assim, tenho medo das decisões que tomo de forma emocional. Da outra vez quando falei com ele estava triste e foi isso que me levou a sentir aquelas coisas que senti, quando comecei a falar com ele comecei a lembrar-me do que me tinha levado a não querer estar com ele. Mas tenho estas alturas que fico assim. Não quer dizer que tenha saudades, estou semnpre a insistir nisto até parece que me estou a convencer mas é verdade, eu não tenho saudades da nossa relação, não me lembro bem sequer de alguma altura que me tenha sentido mesmo apaixonada, mas pronto, foi o namorado que tive quatro anos e há muita coisa e estive a pensar que uma coisa que me encomoda, talvez seja a coisa responsavel por muitas coisas que sinto, é aquela diferença entre ter uma relação em que sabemos exactamente o que a pessoa pensa durante quatro anos, e agora passo com ele falo um bocadinho com ele e não sei bem o que ele pensa. É estranho, tenho que admitir que me incomoda. Incomoda-me até que haja alguém que sabe o que ele pensa. Sei lá, axo que é aquela situação que a psicologha falou uma vez e que falei aqui de quando os casais se divorciam e arranjam outras pessoas que gostam, mesmo assim sentem ciumes do outro. É a questão da convivência, convivemos quatro anos, estivemos a esmagadora maioria do tempo a falar e a saber o que o ourtro estava a fazer e a pensar então agora é chato, mesmo ja estando separados há algum tempo. Como agora nos encontramos de vez em quando no ginasio e assim faz com que se pense nas coisas. Por isso nestas altutras sinto a falta de ter alguém para me conseguir abstrair destas coisas que incomodam. Também é a primeira vez que estou na situação de terminar uma relação axo que é normal não saber sempre lidar com as coisas que sinto, estou a descobrir o quye elas são e como lidar com elas. Seja como for espero que pra proxima me apaixone de verdade e sinta que a relação é boa para os dois. Espero que por aí esteja tudo bem.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 00:55
link do post | dar palpite | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 7 de Junho de 2009

Resolvidos os problemas com a net, volto a postar qualquer coisinha pra fingir que alguém me ouve. Os exames vão a meio, ja stressei com o primeiro que acabei por não fazer, o segundo tá feito mas nem sei o que pensar sobre a nota, há que esperar, sobram-me mais dois que vamos lá ver como correm. De resto a morte do meu avô já sarou um bocadinho em toda a gente, ficam as recordações boas. Hoje é dia de eleições e fui votar pela primeira vez. Já devia ter votado na lei do aborto mas não tratei das coisas a tempo.

E eu continuo na mesma, como a lesma. Ando apática sem vontade de fazer nada no que diz respeito ao namorado. Não morro de amores por sair ou falar ou o que quer que seja por ele. Estou num processo de.... sei lá, digamos que me irrito um bocado pelo facto de ter que fazer coisas com ele. Não transmito isso mas a verdade é que isso mói por dentro. Não tenho coragem de lhe dizer nada disto. às vezes preferia que ele não gostasse de mim era bem mais facil. Se eu percebesse isso talvez lhe conseguisse dizer que não me estava a apetecer estar com ele neste momento. Mas não consigo.... o que é que ele ia pensar e sentir.... como ia reagir.... e eu como ia ficar... mais sozinha do que sou. Da maneira que ele é ia dificultar tudo. Ia fazer perguntas, ia querer saber, chorar até, até pedir ele ia se for preciso.... e não o fazia só por gostar de mim.... ele tem uma personalidade que às vezes lhe foge para um lado que não gosto muito. Fico com os olhos a brilhar de cada vez que vejo um casal todo feliz, um namorado a defender a namorada, os carinhos, os sorrisos. Eu rio muito mas às vezes não consigo tirar prazer disso quando estou com ele. Um dia expludo. Ou não! Nem disso tenho coragem. Oh pah mandem-me pra conxixina pra ter um motivo pra me afastar dele sem o magoar por culpa minha. Odeio isto. Odeio ser cobarde e viver presa por culpa unica e exclusivamente minha. Queria tanto controlar-me melhor, lutar pelas coisas, por mim. Não quero ser uma frustrada que aceitou tudo o que a vida lhe deu só porque foi o que apareceu. Foi isso que aconteceu sinceramente. Foi o meu primeiro namorado, gostei dele porque ele gostava de mim, não parecia má pessoa, as conversas eram boas e pronto baseou-se nisto. Agora precisava de mais, muito mais.... afinidades, gostos parecidos, objectivos em comum, amor for god's sake. Como é que se sai desta situação, Não vale a pena que me digam pra falar, ganhar coragem enfim essas tretas que fazem todo o sentido, mas para mim são impossiveis eu não consigo, já tentei, já se deu o momento certo por varias vezes e eu até apalpei terreno, até já disse que não sabia o que sentia por ele se era amizade etc mas ele acabou por manipuar as coisas de tal forma que nem demos um tempo, deixámos as coisas andar e tal e ele sempre a insistir no "amo-te" nas despedidas, eu não respondia até ao dia que por simples ritina respondi que também e ele entendeu que estavam as duvidas todas desfeitas.... não tive coragem de dizer que não.... Há coisas tão rdiculas que dão vontade de vomitar, de batermos em nós próprias. Uma vez, uma migo na net disse que não tinha tido coragem de acabar com uma ex namorada então fez com que fosse ela a querer, começou a ser mais frio, a fazer coisas que ela não gostava, sei lá. Eu chamei-lhe cobarde. Mas seja isso bom ou mau, nem disso eu tenho coragem.... não sei o que fazer. Qualquer dia marco uma consulta porque eu concerteza preciso de algum tipo de ajuda pra organizar esta cabeça, sozinha provavelmente não sou capaz.... só me falta escolher a especialidade.... e ter coragem claro. Alguém me entenda!

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 17:48
link do post | dar palpite | ver comentários (4) | favorito

ora-deixa-ver-quem-é-esta-croma
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


últ. comentários
mais do que isso tou com preguiça de ler o que esc...
olá, como vais? este blog é bom se tiver pernas pa...
olá menina, como é que tu estás? saudades tuas.. v...
olá menina. então, como é que tu vais ? eu vou bem...
olá. já tinha muitas saudades tuas. como estás ? p...
olá! eu também ia cheia de esperanças, quando come...
ola responi tardeas respndi. Sim eu tenho POC e e...
Olá...andava a fazer uma pesquisa sobre poc e enco...
olá! saudades tuas. ainda bem que estás bem. vê se...
tive uma grande necessidade de apagar todos os blo...
Relógio
relojes web gratis
favoritos

2009.

pesquisar
 
Fazer olhinhos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro