saga de uma tímida/insegura/atrapalhada/parva cujo dom é sonhar

Quarta-feira, 18 de Agosto de 2010

Ando com pouca vontade de vir cá escrever. Não tenho ido ver os blogs das outras pessoas, enfim as vezes até nem me apetece ligar o computador só o facto de o abrir dá-me logo aborrecimento lool. Ainda não fui à psicologa, tenho ido para a praia no fim de semana e o dentista também tenho que marcar. Não me ando a sentir bem comigo, parece que toda a minha roupa agora me parece feia e não me fica bem parece que quando olho ao espelho vejo que afinal aquilo não me ficava nada bem, a minha mãe já se irritou comigo e a brincar nem me deixou olhar para o espelho antes de sair. Tenho estado com os habituais humores ou mais bem disposta ou mais rabugenta. às vezes sinto que estou a ser rabugenta de mais mas sinto que tenho razão, acalmo-me mas realmente vejo as coisas assim então fico zangada, ou porque pegaram no meu carro ou por outra coisa qualquer sei lá. Às vezes ponho-me a pensar no inicio da universidade e começo a stressar, imagine-se, que não tenho roupa de jeito que me faça sentir bem para não chegar lá e estar a sentir-me mal. Hoje também estive a pensar que as ferias ja vão avançadas e pensei que depois vinha o inverno e pensar no frio e assim deixa-me deprimida. Estou ansiosa pelas aulas, pelo horario, pelas aulas práticas, pela minha reacção. Eu sei que não tenho que stressar com isso e este tipo de raciocinio é parvo e ja estou a pensar nas coisas assim e ainda as condiciono por estar a pensar assim mas no ano passado estava bem disposta, estava com vontade de ir às aulas e sentia-me bem e cheguei lá e tive um ataque de pânico quando cheguei à sala. Eu sei que isso não me vai acontecer sempre só porque aconteceu no ano passado mas estou ansiosa com isso estou nervosa. Eu tento-me controlar às vezes sinto que me estou a controlar e a não fdar espaço a essas ideias, mas às vezes as coisas parecem tão claras que não consigo contraria-las ou ficar calma com elas. Hoje estive a ler as normas da escola e tive uma sensação de gostar de estar lá senti que realmente apesar de tudo, se isolar o facto de estar a fazer um curso como este e assim eu tenho uma motivação e pensar no dia em que tiver o curso feito parece longe mas tão bom. Bom e quanto à minha amiga que vinha passar férias a nossa cidade e me ia dizer qualquer coisa, não disse até agora. Eu sei que ela tá de férias e deve estar cá mas não me disse nada. Eu sei que podia dizer qualquer coisa, mas depois da desilusão dos meus anos sinto pouca vontade de estar com eles, é como se sentisse um bocado que não vale a pena, que não me apetece estar com aquelas pessoas. Axo que estar sempre a ser eu para dizer para sairmos, ser sempre eu a querer, não é o que me apetece e mesmo sabendo que eu me afastei, ninguém me procurou e isso é o tipo  de coisa que eu vejo nas amizades sólidas e no inicio do verão acreditei nisso, agora estou a pereber que se não estiverem comigo estão com outras pessoas que, por sinal, tratam melhor. Já me doeu mais. Não gosto de parecer amargurada e sei que o pareço muitas vezes mas fiquei magoada com essas coisas, tento-me lembrar da minha culpa e tudo mas fico magoada com eles. Talvez ainda venha a acreditar que afinal tenho um grupo de amigos que honram a palavra mas dá-me a impressão que dessas vezes é que estou iludida. Seja como for estou numa de me acalmar, não stressar porque não saí ou não fiz isto e marcar umas coisas divertidas com os meus pais e o meu irmão. Vou tentar não stressar muito e aproveitar as coisas.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 01:52
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 6 de Julho de 2010

ele hoje ligou-me com voz de choro, o T. Depois disse para lhe ligar um bocado depois e ali estava eu em frente ao telefone a dar tempo para ele se recompor. Depois liguei-lhe e ele desligou e passados uns minutos atendeu e perguntou a coisa mais descabida, se eu não axava que ja era muito tempo para estarmos separados. Eu falei com ele e disse-lhe que tinha que ser assim que era a solução. Ele disse que podiamos estar mal mas assim não estava melhor e disse montes de vezes que gostava de mim e que tinha saudades minhas. Que situação. Foi tão constrangedor, tão triste. Ele tá mal, sempre foi a uma psicologa e diz que sabe que tem que me esquecer mas que não consegue e que sente que quando quiz resolver os meus problemas ele foi a primeira coisa de que eu me livrei. Eu disse-lhe para ele não por as coisas assim, que não era nada disso que isso não funcionava assim aliás ta a por varias coisas de uma maneira que só reforça que ele esteja assim. Disse-lhe isso e depois ele acabou por antes de desligar dizer que lhe custava mas para eu não falar para ele. Eu disse-lhe que quando quizesse então para falar. Depois ao fim da tarde tentou-me telefonar e não atendi, não estava com disposição sinceramente, já estava encomodada o suficiente. Mandou-me então uma mensagem a dizer para pensar com carinho se não quero dar-lhe oportunidade, se pode lutar por mim, que só me queria fazer feliz, que eu era linda enfim. Piorou ainda mais. Depois ainda me mandou outra, talvez porque não respondi, a dizer para esquecer a mensagem que tinha que me respeitar. Depois ainda me mandou outra a dizer que se axasse que valia a pena pra pensar com carinho, se não para ignorar a mensagem. Não vou ignorar a mensagem, mas não há nada para eu pensar. Amanhã vou-lhe responder, hoje não me apetecia mesmo, nem me apetece pensar muito nisso. Eu não sei o que lhe dizer, não posso fazer nada por ele por muito que gostasse de ajuda-lo. Estou numa situação mesmo constrangedora, não gosto de estar a fazer isto a alguém. Eu que tento tanto não provocar constrangimentos e não magoar as pessoas agora parece que sou a pior pessoa do mundo. Eu sei que não há uma maneira correcta de fazer as coisas mas acredito que a maneira como fiz as coisas não foi a mais acertada. Eu não me estou a penalizar demasiado, ja passei essa fase axo eu, mas é muito chato ter a sensação de estar a ser a causa destes sentimentos noutra pessoa. Começo a pensar se não projudiquei a vida dele, se ele vai estar assim muito tempo, se vai ficar deprimido enfim, que danos estou a provocar na vida dele. Mas já me custou mais, não vou mentir, houve alturas que não aguentaria estar a ser a causa destes problemas, mas agora talvez por estar mais separada dele não doi tanto. Não sei se voltaremos a ser amigos mas prefiro estar assim mais afastada enquanto ele estiver assim em baixo, quer porque é o melhor para ele, mas também porque estou melhor assim e por mais egoista que isso possa parecer eu também tenho que olhar pela minha sanidade mental. Magoa-me que ele esteja assim por minha causa, mas estou certa da minha decisão. Por isso é que apesar de eu sentir falta de conhecer alguém e de ser feliz numa outra relação, e é claro que sinto muito falta disso, axo que tão cedo não me vou conseguir meter assim noutra relação porque tenho medo que me aconteça a mim o que está a acontecer ao T. ou mesmo medo de voltar a provocar isto em alguém apesar de axar que não volto a fazer os mesmos erros que fizeram com que agora em parte seja responsavel por o T. estar assim. Os pais dele devem-me detestar nesta altura. Até tenho medo da cara deles quando me encontrarem. Mas estou bem e até foi um dia alegre cá por casa. Gosto quando andamos divertidos cá por casa axo que contagiamos uns aos outros com a boa disposição.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 00:22
link do post | dar palpite | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 23 de Junho de 2010

tenho tido dias tranquilos. Temos feito uns almocinhos e jantarinhos aqui em casa, está muito agradavel depois das obras, ta-se muito bem aqui. Tenho apanhado um solinho 'pra ver se fico morena porque sou muito branquita. Hoje o T telefonou-me, esteve-me a dizer como lhe correu o exame nacional que fez. O meu primo anda a ver se vamos dar umas voltas, como só tem dezasseis anos não tem carta e agora de férias quer ocupar o tempo. Tenho que ir com ele ao cinema e à praia e onde nos apetecer para nos distrairmos. A minha nota, daquele exame, vai ser considerada, estou mais aliviada. Tenho que ver uns sitios bonitos para ir passar um fim de semana, como andamos com as obras cá em casa não convém gastar muito dinheiro então a minha mãe pensou ir passar um fim de semana tipo a Aveiro ou a outro sitio bonito. Se alguém quiser dar sujestões. Ontem andei á procura de oportunidades de voluntariado e até emprego para as férias que desse para trabalhar com crianças mas não encontrei nada que me interessasse. Encontrei só uma instituição de voluntarios para varias coisas conforme a nossa formação mas pedi informações e estou à espera. Gostava de trabalhar com crianças mas tenho que encontrar uma coisa que me dê mesmo vontade. De qualquer maneira eu quero é distrair-me este verão e vou fazer por isso.

See ya

escrito por sonhadoraincuravel às 19:08
link do post | dar palpite | ver comentários (5) | favorito

Domingo, 15 de Março de 2009
Já repararam que tá um sol do caraaças! lool É tão bom andar de manga curta e não morrer gelado! Já cheira a Verão! O frio não é nada bom para mentes deprimidas como a minha, a chuva é bonita, eu gosto, mas tinha que ser uma chuva tropical sem o frio a acompanhar. Espero que fique assim nos proximos dias e não volte aquela chuva deprimente por enquanto. Hoje acabei um trabalhinho chato sem sequer almoçar e saí para uns maravilhosos 32 graus lool. Ao fim da tarde fui ver o por do sol e ainda se sentia o ar quentinho.... é uma maravilha! Eu pessoalmente gosto mais do nascer do sol mas o por do sol não é mauzinho de todo. Uma das coisas que tenho na minha lista de coisas-boas-e-relativamente-faceis-de-fazer-que-apesar-de-tudo-ainda-não-fiz é ver o sol nascer sozinha tipo numa praia ou num sitio em que possa pensar na vidinha. Um dia pego no carro rumo a Vila do Conde (a praia mais proxima)e faço isso, fico a ver as estrelas e a lua e depois o sol nascer.... se calhar parece parvinho mas eu axo que para mim é terapêutico mesmo! E ultimamente te-me apetecido muito fazer isso! Respondendo ao desafio proposto pela azuldoceu que consistia em Agarrar num livro, abrir na página 161, procurar a 5ª frase completa dessa página e citar a frase num post, bom não me saiu uma frase exactamente fabulástica mas cá vai: "-John acho que o bebé é capaz de estar a chegar." Esta frase está no livro "Marley & Eu" de John Grogan que deu origem a um filme que estará recentemente nos cinemas. Tenho a dizer que o livro é muito engraçado, conta a história de um cão e aquelas asneiras muito típicas dos nossos animaizinhhos domésticos. Eu tenho três cães e dois gatos logo revi muitas asneiras dos meus bichinhos nas histórias do Marley lool é muito giro, quem tiver a oportunidade de ler ou ir ver o filme.... ;) E pronto a frase não é grande coisa (diz respeito à parte em que a dona do Marley vai dar à luz) mas fica a referência para o livro. E por agora tá tudo :P See ya
sinto-me: Bem Disposta
escrito por sonhadoraincuravel às 21:46
link do post | dar palpite | ver comentários (4) | favorito

ora-deixa-ver-quem-é-esta-croma
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


rabiscos recentes

...

ex namorado

Ferias

Sollll

últ. comentários
mais do que isso tou com preguiça de ler o que esc...
olá, como vais? este blog é bom se tiver pernas pa...
olá menina, como é que tu estás? saudades tuas.. v...
olá menina. então, como é que tu vais ? eu vou bem...
olá. já tinha muitas saudades tuas. como estás ? p...
olá! eu também ia cheia de esperanças, quando come...
ola responi tardeas respndi. Sim eu tenho POC e e...
Olá...andava a fazer uma pesquisa sobre poc e enco...
olá! saudades tuas. ainda bem que estás bem. vê se...
tive uma grande necessidade de apagar todos os blo...
Relógio
relojes web gratis
favoritos

2009.

pesquisar
 
Fazer olhinhos
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro